90

A Assembleia Municipal do Porto aprovou por maioria, esta segunda-feira à noite, as contas de 2017 com a oposição a criticar o saldo de gerência de 90 milhões de euros, lembrando que a Câmara “não é um banco”.