1 Out 2012, 15:45

Texto de Patrícia Brandão

Coisas

Uma marca portuguesa para o homem contemporâneo

A Wrong Weather, na Avenida da Boavista, lançou a sua própria marca de roupa. A marca 100% portuguesa cria visuais e peças intemporais para homens que não seguem tendências.

Laço Wrong Weather

A Wrong Weather cria peças intemporais para eles. Fotos: DR

A Wrong Weather – sim, a loja da Avenida da Boavista – acaba de lançar a sua própria marca de roupa para homem. Vestuário, calçado, malas, carteiras e cintos fazem parte da colecção desta marca nacional, que nasce às mãos dos designers do estúdio Wrong Design, sediado em Esmoriz.

A Wrong Weather é uma marca 100% portuguesa que se associa à industria têxtil nacional com o objectivo de elevar o apreciado selo “Made in Portugal” a nível mundial.

Uma das suas primeiras colaborações é com a histórica empresa Teviz, especialista na produção de tecidos em algodão orgânico. “Quando pensámos a marca, quisemos tomar partido do que é português”, explica à Praça, por email, o designer João Pedro Vasconcelos, responsável pela marca.

“A produção é local, os tecidos são locais, o design é local, contribuindo para algum do desenvolvimento nesta área e aliando a marca à excelente qualidade dos nossos produtores” acrescenta João Pedro.

Look descontraído

Para este designer de 46 anos, a linha de produtos da Wrong Weather permite, com grande facilidade, adaptar um visual formal a um look mais descontraído. “Apesar do seu carácter clean, é uma marca acessível que se adapta aos nossos dias e se instala no quotidiano de um homem interessado em moda, design, arte e cultura em geral”.

“É uma marca lifestyle para homens que não seguem tendências. Criamos looks e peças intemporais”, acrescenta João Pedro.

A marca, projectada para uma faixa etária dos 20 aos 50 anos, assume como preocupação fundamental a qualidade e o design, aliados à atenção pelo detalhe e acabamentos. “É esse twist ligado ao design que faz a diferença (..) Daí o conceito da loja e da marca ser uma fusão entre moda, design e arte”.

Outra das preocupações da marca é a sua acessibilidade, garante João Pedro, mas sem esquecer a qualidade e o design “cuidado e contemporâneo” das peças. É por isso que o  o preço médio de uma camisa ronda os 85 euros, um cinto de pele pode custar 30 euros e uma t-shirt 60.

A par do lançamento da marca própria, este sábado, a Wrong Weather inaugurou na sua galeria a exposição “Sublimation and Separation”, uma aventura dos artistas Mustafa Sabbagh e Christian Zucconi pela fotografia, vídeo e escultura.

A loja Wrong Weather existe há 3 anos e fica no 754 da Avenida da Boavista. Além da própria marca com o mesmo nome, vende marcas como Kenzo, House of Montague, FU, A.P.C & Carhartt e Cheap Monday.