3 Jan 2012, 17:41

Texto de Pedro Rios

Praça

Eles vão andar sem calças no metro do Porto. Contra o mau humor

Este domingo, o Porto junta-se a 45 cidades mundiais numa acção que se tornou um fenómeno: a No Pants Subway Ride.

No Pants Subway Ride

Em 2011, em Nova Iorque. Foto: Jay Herrero

Se no próximo domingo, numa estação do metro do Porto, vir várias pessoas sem calças não estranhe: aquela gente não enlouqueceu (em Janeiro, as temperaturas desaconselham tais liberdades). Pela primeira vez, o Porto junta-se a uma acção concertada que nasceu em Nova Iorque e que acontecerá este ano em 45 cidades de todo o mundo.

A confirmação chegou esta terça-feira a Sérgio Alves, portuense de 32 anos, vinda da Improv Everywhere, um “colectivo de partidas” nova-iorquino que organiza há uma década o No Pants Subway Ride (“viagem sem calças no metro”, em português).

“A Improv lançou o desafio a quem quisesse organizar na sua cidade. Eu disse-lhes que estava disponível. Foi tão simples como isso”, explica Sérgio Alves à Praça. É fã do espírito da Improv Everywhere: “São adultos a brincar. Gosto dessa ideia”.

A acção tem sido divulgada no Facebook e blogues, mas Sérgio já ficaria contente se aparecessem 7 pessoas – afinal, foi assim que surgiu a primeira No Pants Subway Ride, em 2001 (eram outros tempos: em 2011, 3.500 pessoas participaram em acções destas em todo o mundo).

“Brincar no metro”

A primeira iniciativa não teve qualquer divulgação e foi uma autêntica partida para os nova-iorquinos que viram no metro 7 pessoas sem calças (justificação oficial a dar: “esqueci-me delas”). O número de participantes foi crescendo de ano para ano, com acções policiais e referências em talk shows de grande audiência pelo meio.

Sérgio diz que os tempos de austeridade estão de feição para eventos destes. “Há menos dinheiro para gastar no cinema” e “um número limitado de montras a ver no shopping“, por isso “brincar no metro é uma alternativa muito económica”.

A 1ª Viagem Sem Calças no Metro – No Pants Subway Ride Porto começa às 15h. O ponto de encontro é na estação da Trindade, no Porto (há mais detalhes no Facebook).