13 Dez 2012, 17:06

Texto de Maria Martinho

Comes & Bebes

Uma mercearia de doces nos Caldeireiros

,

Ilda Costa abriu a sua primeira loja de doces em Esposende. Como o negócio por lá só dá no Verão, decidiu trazer o conceito da Emílias & Companhia para o Porto.

Emílias & Companhia

A Emílias & Companhia fica na Rua dos Caldeireiros. Fotos: Miguel Oliveira

Ilda Costa é natural do Porto mas vive há 12 anos em Esposende. Está ligada à formação nas áreas da pastelaria e panificação e sempre sonhou em abrir um negócio só seu.

Foi em Esposende que abriu a sua primeira loja de doces, mas como o local é sazonal e só enche no Verão, decidiu trazer o conceito para o Porto e abriu a Emílias & Companhia em Setembro. Fica no número 244 da Rua dos Caldeireiros.

Não é uma loja gourmet, mas sim “uma mercearia de doces”, como faz questão de dizer a proprietária.

Doce original

Há 3 anos Ilda inventou um doce inspirado nas Clarinhas de Fão, o qual chamou de Emílias, em homenagem à sua mãe, que se chamava precisamente Emília.

As Emílias levam chila e noz e são feitas com uma massa de farinha de arroz que não leva açúcar e, ao contrário das Clarinhas, não são fritas mas sim assadas no forno.

Cada uma custa 80 cêntimos, mas se for acompanhada por café já fica por um euro. Pode também optar por vinho do Porto, licor ou ginjinha e aí o valor aumenta para 2 euros.

Todos os produtos da Emílias & Companhia são fabricados em Esposende, o que não impede que cheguem ao Porto com qualidade.

Pode encontrar compotas, geleias e marmeladas feitas com fruta da época. “Para já as mais procuradas são a geleia de moscatel e a compota de romã”, diz Ilda à Praça. São vendidas em boiões de tamanho único, acompanhados por uma colher de madeira (para o doce não oxidar) e custam 3,8 euros cada uma.

Há pacotes de biscoitos artesanais (3 euros) feitos com amêndoa ou cereais como a linhaça, o trigo, a aveia ou a farinha de alfarroba.

O pão é de centeio, tradicional e caseiro, e pode ser servido com manteiga das Marinhas ou com conservas nacionais, a 1,2 euros a fatia.

Para além dos sabonetes artesanais e do vinho do Porto da Real Companhia Velha ou da Burmester, há ainda chás dos Açores a 70 cêntimos.

Para o Natal, pode encomendar o bolo-rei da casa ou o pão-de-ló especial com amêndoa.

Até o chão é tradicional e português

“Não quero que seja uma loja gourmet mas uma mercearia de doces”, sublinha Ilda, que se preocupa em ter produtos nacionais, artesanais e personalizados.

“Estamos a perder a nossa identidade e talvez seja nela que consigamos superar as nossas dificuldades”, diz, confiante e optimista.

Quando Ilda alugou a loja perto dos Clérigos, disseram-lhe que era uma zona suja, mal frequentada e com muita prostituição. “O local tem-me surpreendido pela positiva, as pessoas são acessíveis, educadas e delicadas, não tenho tido problemas”, afirma.

Garante haver clientes diários que se sentem verdadeiramente em casa, mas confessa que há lixo nas ruas, fruto da movida nocturna portuense.

Um ano foi o tempo que levou Ilda a reestruturar o espaço nos Caldeireiros. Até o chão é tradicional e português, “e muito requisitado pelos turistas para fotografias”, acrescenta.

“Não quero trabalhar par os estrangeiros”, diz. Ilda prefere apostar num local acessível a toda a gente, aos vizinhos do lado, às pessoas que moram na rua e aos artistas que por ali passam.

Pode comprar para levar para casa ou saborear à mesa estes estes doces 100% portugueses. A Emílias & Companhia abre de segunda a sábado, das 9h30 às 19h, e domingo, das 10h à 13h.

 

  1. Maria says:

    O seu comentário
    Vi a sua entrevista no programa da Fátima Lopes e gostei muito da sua participação. Soube que fazia formação e gostavade saber onde e quando. Obrigada e parabéns pelo seu incentivo

  2. joão says:

    Boa noite. também vi hoje o seu programa com a fátima lopes e não fazia a mínima ideia que existia esta loja de doces na cordoaria, e moro perto até. mas brevemente vou ao Emilias e compainha para provar as Emilias, vi a fátima a provar e realmente tinha um aspeto delicioso e aquele estalar da massa deixou-me com água na boca. acho que engordei 5 kilos só de pensar em provar esse doce.

  3. Boa tarde, vi o seu programa na Fátima Lopes, achei interessante e logo que tenha oportunidade irei provar as EMILIAS. says:

    O seu comentário