30 Jul 2011, 11:55

Texto de Ana Isabel Pereira

Comes & Bebes

Tunel Bar: Da electrónica ao R&B e ao funk

, ,

No Tunel, ouve-se desde drum and bass a R&B ou funk. Em Agosto, há striptease masculino: às quartas-feiras, até às 2h, o bar abrirá só para elas. Fica na Rua do Almada.

No Tunel, que deve o nome e a inspiração da decoração ao Túnel de Ceuta, o som eclético, apesar da aposta e preferência dos donos recair na electrónica.

Este bar, cuja entrada e o espaço chill out (com mesas e sofás) parecem túneis – não será bem um túnel, mas não lhe queremos estragar a surpresa… –, abriu em Maio na Rua do Almada.

Com uma pista de dança com cerca de 150 metros quadrados, o Tunel abre de quarta a sábado e tem noites temáticas, como a Femmes Fatales e a Tunel Underground, apostando em DJ nacionais, estando a ser ‘cozinhado’ o convite a nomes maiores das pistas de dança internacionais. Aqui, tanto se ouve drum and bass como R&B ou funk.

À quarta, há noite Femmes Fatales, em que se ouve house comercial ou latino, R&B e funk. Diz que é uma espécie de noite da mulher, mas em que não se oferece só bebida. Estas noites são inteiramente dedicadas às mulheres e elas ganham sempre alguma coisa.

“Temos parcerias com outros negócios e tanto oferecemos um vale de desconto num gabinete de estética ou num cabeleireiro, como damos um voucher de desconto num kit de maquilhagem. Às vezes, temos bar aberto, por exemplo”, explicou à Praça o sócio-gerente do Tunel, Afonso Pereira.

Afonso, 29 anos, é neto de outro Afonso, o dono do antigo Luso, nos tempos áureos do café. Com 13 anos, o então rapaz já atendia ao público no negócio de família. “Ainda tinha de me pôr em cima de uma grade vazia para chegar à cerveja”, recorda.

Foi ele quem, literalmente, desenhou o espaço do Tunel, “dos sofás e das mesas ao posicionamento de bares, passando pelo isolamento acústico”.

É sua convicção de que “a casa faz-se agradando ao cliente”. Viveu a noite desde muito novo, esteve ligado a espaços como o Klinika ou o Trópicos e sabe que a melhor publicidade é o passa a palavra.

Em Agosto, vai introduzir no Tunel o striptease masculino. Às quartas-feiras, até às 2h, o bar só abre para elas. Se a experiência, feita em pleno Verão a pensar nas turistas que viagem nesta altura até ao Porto, correr bem, a noite do striptease vai manter-se uma quarta-feira por mês a partir de Setembro.

A noite Tunel Underground é à quinta-feira, com ritmos que oscilam entre o dubstep, o drum and bass e o electro. O responsável pelo alinhamento sonoro destas noites é o DJ Bob Figurante, que conta com a colaboração da produtora Co.munique, de um colectivo de 5 DJ portuenses.

As sextas e sábados são noites “da casa” e tanto podem ser palco de uma festa dos anos 80, como apresentar o melhor do melhor do pop-rock ou uma programação de house. “São noites que deixamos em aberto e em que recebemos DJ convidados”, explica Afonso Pereira.