2 Ago 2012, 15:46

Texto de Redação, com Lusa

Praça

Três exposições de fotógrafos espanhóis em Matosinhos

, ,

Centro de Arte Moderna Gerardo Rueda vai mostrar 100 trabalhos fotográficos de Jaime Gorospe, Javier González Porto e Moises Fernández Acosta.

Retratos de Primera Mano

Alguns dos "Retratos de Primera Mano" de Moisés Fernández Acosta. Imagem: DR

O Centro de Arte Moderna Gerardo Rueda, em Matosinhos, vai expor, a partir de sábado, trabalhos de 3 fotógrafos espanhóis que fazem parte da colecção da Fundação Gerardo Rueda.

O centro, que desde Dezembro de 2011 ocupa o espaço de estacionamento subterrâneo dos Paços do Concelho local, vai apresentar nesta terceira exposição temporária cerca de 100 trabalhos fotográficos de Jaime Gorospe, Javier González Porto e Moises Fernández Acosta, em 3 núcleos distintos.

“Grace, Andy, Keith, Robert e Cía” é o nome do núcleo de trabalhos de Jávier González Porto, que documenta os bastidores de uma sessão fotográfica protagonizada pela cantora Grace Jones, em que os artistas plásticos Andy Warhol, Keith Haring e Robert Mapplethorpe são os responsáveis pelo processo criativo.

Nessa altura, em 1984, o espanhol era assistente do fotógrafo nova-iorquino que retratou o corpo da pintora pintado por Haring.

Na exposição, que vai estar patente até 30 de Setembro, podem também ser vistos 40 retratos a preto e branco, tirados por Moisés Fernández Acosta, nos quais as várias pessoas, de diversas proveniências culturais e nacionalidades, transmitem emoções através dos gestos e da “linguagem universal das mãos”.

Nestes “Retratos de Primera Mano”, segundo o programa, “o desafio que o artista lança ao visitante reside na interpretação dessas mesmas emoções e estados de espírito, criando, deste modo, uma relação de proximidade entre este e o retratado”.

No centro de arte, que tem entrada gratuita aos domingos, haverá ainda um grupo de trabalhos de Jaime Gorospe, que joga com a cor e a forma para criar imagens quase abstractas.

O madrileno expõe desde a década de 80 do século XX, tendo participado em diversas mostras, individuais e colectivas, em países como Espanha, Itália, Estados Unidos da América, França e Chile.

Além da Fundação Gerardo Rueda, a sua obra está representada em instituições culturais, como o Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia (Madrid) ou o Smithsonian Institution (Washington).