12 Nov 2013, 18:35

Texto de Rafael Ferreira, com foto de Isabel Cortez

Comes & Bebes

Tostas gourmet preparadas “com mimo” e ingredientes de qualidade

, , ,

Para contornar a crise, Albertino Ribeiro lembrou-se de inovar na hora de fazer tostas. O Tostinhas acaba de abrir na Praça D. João I, na baixa do Porto.

Tostinhas

Para contornar a crise, que obrigou os portugueses a apertar os cordões à bolsa, Albertino Ribeiro lembrou-se de inovar na hora de fazer tostas e abriu vários estabelecimentos dedicados ao conhecido e económico snack. A mais recente loja Tostinhas, que aposta em tostas gourmet, fica no número 39 da Praça D. João I, na baixa do Porto.

Para além de as tostas serem especiais, o empresário de 58 anos define o negócio em 3 expressões: profissionalismo, atenção e um serviço rápido.

!Quis criar umas tostas com encanto que colmatassem a situação do país. Utilizámos uma ideia já conhecida. Toda a gente  conhece as tostas, mas aqui preparámo-las com mimo e bom trato”, explicou Albertino à Praça.

O empresário, que começou a trabalhar aos 12 anos, ganhando desde cedo experiência com os vários profissionais com quem se foi cruzando, é dono de restaurantes no Porto, na Maia e em Santo Tirso.

Nenhum pequeno passo deve ser subestimado no processo de construção de uma tosta, começa por dizer Alberto Ribeiro. O pão – de trigo, centeio ou alentejano – deve ser fresco e cortado na medida certa. No interior, a tosta pode levar salmão, presunto – sublimemente cortado, sublinha – ou a combinação clássica de queijo e fiambre.

Existe um menu do dia, que custa 5 euros e inclui uma sopa e uma tosta. Albertino Ribeiro explica que se trata de um preço justo para a qualidade da confecção.

Como explica Albertino, a novidade do Tostinhas está na qualidade  que ele e a sua equipa procuram em tudo que fazem. “Aqui, não vai encontrar algo diferente, mas sim único na qualidade, na organização e no profissionalismo que colocamos naquilo que fazemos, para além de localização do restaurante, que acredito que é boa”, resume.

Com uma semana de casa no estabelecimento de D. João I, Albertino Ribeiro diz estar satisfeito e conta que, curiosamente, o número mais impressionante do arranque não foi o de tostas vendidas. “A primeira semana foi fantástica. Vendemos uma média de 2 quilos de café por dia”, partilha, depois fazer as contas. 

O Tostinhas tem esplanada e abre todos os dias às 8h, encerrando às 2h.