31 Mai 2012, 19:04

Texto de Alexandra D. Marques

Praça

Sugestões para os petizes no Dia da Criança

,

Esta sexta-feira celebra-se o Dia da Criança e a Praça reuniu sugestões ao ar livre e em espaços fechados que vão agradar a miúdos e graúdos. Da observação de pirilampos a jogos tradicionais, passando pelo que está em cartaz no cinema.

 

Esta sexta-feira, celebra-se o Dia da Criança e a Praça deixa-lhe algumas sugestões divertidas para fazer em família ou só para deixar os miúdos, em boas mãos, claro. Ao ar livre e indoors.

Os mais exploradores vão apreciar, esta sexta-feira, a Noite dos Pirilampos no Parque Biológico de Gaia. Pelas 22h, procede-se à observação destes e de outros animais nocturnos e das 23h às 23h30 é a vez dos astros. O self-service do parque serve jantares e a reserva é obrigatória.

Pelas 11h30, no Jardim Botânico do Porto, um grupo de jovens artistas vai “cantar a poesia” de Sophia de Mello Breyner Andresen e alguns dos seus contos, como “A Fada Oriana” e o “O Rapaz de Bronze”. A iniciativa é da Universidade do Porto e surge em homenagem à escritora que passou, neste jardim, vários momentos da sua infância. O projecto “Atelier de Poesia Musicada” é feito por estudantes do Ensino Básico, que têm viajado pelo país dando música a vários autores nacionais. A entrada é livre.

Até domingo, os jardins do Palácio de Cristal recebem, uma vez mais, a Festa da Criança. São 3 dias que prometem muitas surpresas e animação com insufláveis, jogos tradicionais, passeios de caiaque, marionetas, horas do conto, pinturas faciais, entre outras actividades à mistura. A festa dura das 10h às 18h e a entrada é livre.

E como as crianças costumam gostar bastante de animais, o Zoo de Santo Inácio comemora este dia especial também em 3 dias. Até domingo, para além dos mil animais, das cerca de 300 espécies que possui e das demonstrações com animais que o Zoo costuma fazer, o Zoo tem ainda com insufláveis (nos 3 dias das 11h às 18h), pinturas faciais (no dia 2 de Junho das 11h às 13h e das 15h às 18h30) e modeladores de balões (dia 3 de Junho das 11h às 13h e das 15h às 18h30). As crianças com menos de 3 anos não pagam, dos 4 aos 12 pagam 7 euros (assim como seniores de mais de 65 anos) e os adultos pagam 10.

Cinema, estrelas e martelinhos

Cinema e pipocas é algo que dificilmente desilude as crianças. Esta é uma boa altura para entrarem em contacto com alguns dos maiores clássicos de animação da Disney que estão a retornar ao cinema em versões 3D. Esta quinta-feira, estreou “A Bela e o Monstro”, que invade os grandes ecrãs para espalhar magia como em 1991. Para quem preferir as novas animações, “Um Monstro em Paris” pode ser a escolha acertada. A estória passa-se em Paris no ano de 1910 e fala sobre um monstro que vive num jardim e se apaixona por uma jovem cantora.

E que tal aprender sobre as estrelas e os planetas? Nesse caso, a decisão mais acertada é visitar o Planetário do Porto. Existem 2 programas: um para os que querem aprender sobre o Sistema Solar e os planetas principais e outro para os amantes das estrelas e constelações. Ambos realizam-se durante todo o ano, à semana para as escolas e aos sábados, às 15h e às 16h, para o público em geral.

Para aqueles que têm mesmo de ir ao shopping e não têm onde deixar as crianças, a Disney Store do Norteshopping deve ser paragem obrigatória. Para além das actividades regulares que a loja costuma ter, como a exibição de filmes da Disney no mini-cinema existente, este dia especial vai ser marcado por mais 3 atracções: às 11h30 o momento “Desenha com o Mickey”, às 15h30 o “Jogo de Piratas do Jake” e às 17h30 a “Parada da imaginação”.

O concurso de S. João da Fundação da Juventude, que consiste em personalizar martelos de S. João manual ou digitalmente, pode ser uma óptima forma de interagir com as crianças neste dia e promover a sua criatividade. O artista vencedor leva para casa um prémio de 2,5 mil euros e pode enviar até 3 propostas de martelos até ao dia 11 de Junho. O concurso é para toda a gente, de todas as idades. A sério ou a brincar, a verdade é que as crianças se revelam, muitas das vezes, grandes artistas.