11 Jul 2012, 15:31

Texto de Ana Isabel Pereira

Praça

Só precisámos de 48 horas para nos rendermos a Toulouse

,

Jovem, dinâmica e banhada pelo rio Garonne, entre Abril e Novembro, há sempre animação na ”cidade rosa”. Toulouse tem 450 mil habitantes; 110 mil são estudantes.

Praça do Capitólio, Toulouse

Toulouse é uma cidade jovem e viva. Há sempre alguma coisa a acontecer. Fotos: AIP

Quarenta e 8 horas em Toulouse sabem a pouco, muito pouco, mas são o suficiente para nos apaixonarmos pela cidade francesa. Jovem, dinâmica e banhada pelo rio Garonne, há sempre alguma coisa a acontecer na “cidade rosa”, não sendo de estranhar por isso que o novo lema do turismo local seja “So Toulouse!”

Toulouse tem 450 mil habitantes – 1 milhão se contarmos com os subúrbios – e todos os anos recebe 15 mil novos residentes, movimento que se deve essencialmente à Air Bus, instalada em 700 hectares à saída da cidade, a quarta maior de França.

[Dia 1] 10h

Comece a sua visita à cidade pelo mercado Victor Hugo (abre das 6h às 13h, excepto à segunda-feira), que em 2012 celebra 120 anos. Tome pequeno-almoço num dos estabelecimentos que vendem pastelaria fina. Se tiver saudades de comer uma nata, passe na Casa de Portugal.

No espaço do mercado, há uma centena de vendedores e encontra-se de tudo um pouco: fruta e legumes, peixe, carne, queijos, charcutaria, vinhos, chocolates, gelados e comida pronta para levar.No piso de cima do mercado, há 5 pequenos restaurantes onde pode almoçar.A sala de recepções oficiais no edifício do Capitólio pode ser visitada pelos turistas.

A sala de recepções oficiais no edifício do Capitólio pode ser visitada pelos turistas.

Explore a zona que vai do mercado até à Praça do Capitólio, onde, todos os sábados, há um mercadinho que mistura produtos de agricultura biológica, livros e discos em segunda mão e marroquinaria.

Almoce na Place de Saint Georges, uma praça pequenina e pitoresca com winebars, restaurantes e uma gelataria simpática. Outra opção é voltar ao mercado Victor Hugo.

14h

Descubra o centro histórico da cidade e os principais monumentos. Em 2012, o Turismo de Toulouse promove de Abril a Novembro uma visita guiada para turistas que falem inglês todos os sábados, às 14h (7,5 e 9 euros). Aproveite.

A visita começa na Basílica de Saint-Sernin (ou São Saturnino), “uma das maiores igrejas de peregrinos de França”, do estilo românico e que “levou cerca de 200 anos a construir” – a construção terminou já no período gótico –, contou-nos Laura Kerr, que nos guiou pela parte antiga de Toulouse quando estivemos na cidade.

[caixa]QUANDO IR De meados de Maio a meados de Outubro, há sempre festivais e animação. Quando a Praça esteve em Toulouse estava a decorrer o Festival Rio Loco. Até 4 de Agosto, há Cinema ao Ar Livre. De 4 a 28 de Setembro, acontece o Festival du Piano aux Jacobins. De Maio a Dezembro, o Pronomade(s) leva teatro e artes de rua às margens do Garonne.[/caixa]

É ali que se encontra o túmulo de São Saturnino, que “viveu no século III e foi o primeiro bispo de Toulouse”. Morreu quando foi arrastado por um touro depois de ter sido amarrado ao animal por população agitada. A basílica foi erigida, no século XI, no local onde então o seu corpo foi depositado e onde no século V viria a existir uma primeira capela. O actual túmulo, do século XVIII, é muito teatral.

]Notre-Dame du Taur, Toulouse

Perto do Capitólio, fica a igreje de Notre-Dame du Taur.

A pedra, usada na igreja – a par do tijolo vermelho, “feito com barro do rio Garonne” – e noutros edifícios antigos da cidade, “quer dizer que o construtor tinha dinheiro”. Foi dada especial atenção à entrada principal, a porta do peregrino, todo o templo está organizado para que os peregrinos passem por ali sem perturbar a missa. A parte ocidental do monumento, a última a ser construída, é mais “simples” e “algumas partes foram pintadas para parecer pedra quando, de facto, são só tijolo local”

[caixa]COMO IR A easyJet opera para Toulouse a partir das cidades de Lisboa e Porto com 3 frequências semanais (terça-feira, quinta-feira e sábado) .Com preços a partir de 65,99 euros (Julho) por trajecto e com taxas incluídas.[/caixa]

Seguimos até ao Capitólio, tomando a Rue du Taur – a do martírio do bispo –, onde vale a pena espreitar a igreja de Notre-Dame du Taur. A Praça do Capitólio, em frente ao Capitólio, é o principal ponto de encontro da cidade. O edifício onde funciona a câmara municipal de Toulouse, que também é “a única sala de casamentos” da cidade, é do século XVIII e do estilo clássico francês – os restaurantes e negócios instalados na praça, incluindo o McDonald’s, são obrigados a seguir a estética, pintando por exemplo as letras dos estabelecimentos de dourado.