2 Nov 2011, 17:23

Texto de Ana Isabel Pereira

Comes & Bebes

Sabores portugueses em prato rápido e económico

, , , ,

O A-Z Gourmet é o novo restaurante do shopping Cidade do Porto. Fica no piso –1 e aposta num serviço de qualidade a preços acessíveis.

Nuno Ravara (A-Z Gourmet)

O A-Z Gourmet é o novo restaurante do shopping Cidade do Porto. Abriu há 2 semanas e pretende ser um “restaurante urbano com atitude prática”.

O restaurante que agora ocupa a parte central do piso –1, onde noutros tempos funcionou a saudosa pista de gelo do shopping, tem pratos típicos da gastronomia portuguesa e hambúrgueres 100% de novilho e, quer uns, quer outros, são servidos com apresentação. O cliente pega no tabuleiro e faz o pedido à medida que avança na fila.

“Queremos apostar essencialmente num serviço rápido, de qualidade e a um preço acessível”, disse à Praça Nuno Ravara, um dos 2 sócios e chefe do A-Z Gourmet. Apesar das semelhanças com a cadeia portuguesa de restaurantes h3, o novo espaço do Cidade do Porto não é um franchising. É “a primeira casa” que Ravara e Nuno Lobo, ambos de Aveiro e com experiência em restauração, abrem com esta denominação.

Sai um T2 para a mesa

Os menus T1 e T2 (T de tradicional) custam 5,5 e 6,7 euros e a única diferença entre eles é que o primeiro é sem sopa e o segundo inclui esse ‘forra-estômagos’. Para além do prato, e da sopa no caso do T2, estes menus incluem bebida (limonada ou chá gelado) e café. As sugestões do chefe incluem 2 pratos fixos (há sempre arroz de pato e bacalhau com natas) e 2 opções do dia. “Ontem, por exemplo, tivemos feijoada de chocos e foi um sucesso”, explicou à Praça Nuno Ravara.

Nos menus H1 e H2 (H de hambúrguer), o acompanhamento é arroz branco ou batata frita às rodelas e os preços são 5,5 e 6,7 euros (sem e com sopa). A bebida está incluída e, à parte, pode pedir esparregado, batata a murro, ovo estrelado, pão e até mesmo a sopa.

Nas sopas, também há uma sugestão fixa. Para já, é o caldo verde, mas daqui a algum tempo os sócios do A-Z Gourmet poderão “adaptar a oferta às necessidades dos clientes”, diz Nuno Ravara.

É que, para já, “ainda é tudo embrionário”. A “principal preocupação foi pôr o restaurante a funcionar”, explica Nuno Ravara.

As sobremesas – há bolo de bolacha, cheesecake, tiramisu e petit gâteau – são pagas à parte e custam 2,95 euros.

Take away, cafetaria e wireless

“A curto/médio prazo, vamos começar a implementar novos produtos. Queremos ter, por exemplo, o pão que as pessoas comem aqui para levar, pão de S. Lourenço, que é um pão de lenha”, avançou Ravara.

Ainda este mês, começará a funcionar o serviço de take away. “Vamos ter preços muito apelativos”, garante Nuno Ravara.

Se quiser também pode ir só tomar pequeno-almoço, lanchar ou beber um café a meio da manhã. O A-Z Gourmet funciona diariamente das 10h às 23h e, para breve, terá menus especiais para estas refeições. Toda a área do restaurante/cafetaria é servida por wireless gratuito.

O investimento de Nuno Ravara e Nuno Lobo “foi avultado”, disse o primeiro, embora sem adiantar o montante em causa, e o negócio criou, para já, 12 postos de trabalho.

  1. anonimo says:

    parabens pela loja mta criatividade trabalho no h3 a cerca de 14 meses e nunca tiveram tanta criatividade