31 Out 2013, 13:47

Texto de Redação, com Lusa

Praça

Primeiro documentário feito com um “smartphone” fala da ”writer” Rafi

,

”A vida de Rafi”, sobre a dona da Dedicated, loja de graffiti em Cedofeita, foi seleccionado para ir ao ”Shortcutz Amerterdam”. Vai ser apresentado em Amesterdão no dia 12 de Novembro.

O documentário que aborda “A vida de Rafi”, uma writer portuguesa, proprietária da Dedicated, loja dedicada ao graffiti na Rua de Cedofeita, no Porto, foi lançado nas redes sociais e seleccionado para estar presente no “Shortcutz Amerterdam”.

É o primeiro documentário português filmado com um smartphone e vai ser apresentado em Amesterdão no dia 12.

A ideia surgiu das irmãs Daniela Leitão e Inês Leitão que, com a colaboração do operador de câmara Valter Leite, criaram o documentário de 17 minutos e 11 segundos, sobre o dia-a-dia da artista da Maia que luta pelos direitos dos animais – tem a seu cuidado 47 gatos –, é rapper e uma crítica do mundo.

No documentário, Rafi Macbeth, que não esconde o seu lado feminino nem mesmo quando pratica a arte de rua, fala da problemática do graffiti, tema já presente na sua música “Wildstyle”, também conhecido por “Amas-me, amas-me”.

A equipa que se fez utilizar exclusivamente do telemóvel e não recorreu a tratamentos de imagem, contou com o testemunho do rapper Sam the Kid, que comentou o estilo próprio e único da artista.