Image de A Pasteleira vende bicicletas e é uma mercearia gourmet

Fotos: Cláudia Silva

Imagem de A Pasteleira vende bicicletas e é uma mercearia gourmet
Imagem de A Pasteleira vende bicicletas e é uma mercearia gourmet

13 Jan 2014, 11:03

Texto de Rafael Ferreira

Comes & Bebes

A Pasteleira vende bicicletas e é uma mercearia gourmet

, ,

A bicicleta é um instrumento de locomoção que ao longo dos anos tem evoluído tornando-se mais leve e confortável para ser usada em vários percursos. A Pasteleira, na Rua Santa Catarina, 563, combina o mundo velocipédico – esta modernidade, mas também as bicicletas clássicas, conhecidas como pasteleiras – e o conceito de uma mercearia gourmet.

É uma loja de bicicletas, que vende modelos antigos e modernos, entre os 200 e os 3.000 euros, e uma mercearia fica, com produtos gourmet.

Morada

Rua de Santa Catarina, 563, 4000-453 Porto

Horário

De segunda a sábado, das 10h às 19h.

Gerência
João Cruz e Mafalda Castro

Contactos

222 011 956

“Na altura falei com a Mafalda, a minha namorada, e nós quisemos ter uma loja de bicicletas mas agregada a um espaço cultural de convívio, um espaço que concentrasse o mundo da bicicleta – clássica e urbana – e o mundo da mercearia regional. Entendemos que a mercearia gourmet combina com o próprio estilo das bicicletas clássicas que temos aqui”, explicou à Praça o promotor do projecto, João Cruz.

O casal também assume uma preocupação em fazer com que as pessoas entendam a bicicleta não só como uma forma de fazer exercício físico, mas também como um meio de transporte para se deslocarem entre casa e o trabalho. “Por vezes, recebemos na loja pessoas com muitas dúvidas e hesitações sobre andar de bicicleta na cidade”, conta este empreendedor formado em Comunicação Social, que para combater esse cepticismo quer organizar tertúlias para “dinamizar a utilização da bicicleta na cidade”.

“O Porto é uma boa cidade para andar de bicicleta, embora os muitos desníveis inibam as pessoas”, garante João Cruz. O jovem empresário diz que as suas “bicicletas estão talhadas para esse tipo de utilização, sobem facilmente”.

“Nós aqui apostamos em bicicletas com um bom número de mudanças – leves, de preferência”, sublinha. “No meu caso, quando tirei a carta passei a usar carro e os tranportes públicos para me deslocar no Porto, no entanto depois reparei que, com a utilização da bicicleta, podia fazer essas deslocações de forma mais rápida, económica e simples”, conta.

‘Biclas’ dos 200 aos 3.000 euros

A Pasteleira tem bicicletas a “começar nos 200 euros” e que “podem acabar nos 3.000”. O equipamento colocado nestas bicicletas, explica João, vem de “fornecedores italianos e alemães”. N’A Pasteleira, o “objectivo passa por oferecer uma gama diversificada para públicos diferentes – quer para adultos e crianças – todas dentro do estilo clássico e urbano”. E quem não quiser comprar, pode alugar. A loja tem um serviço de Rent-a-Bike.

“O Porto está muito bem servido em termos de rede de metro e a utilização da bicicleta associada ao metro expande muito esse tipo de modalidade na cidade e isto é algo que deve ser focado”, apela João Cruz.

Na mercearia gourmet é possível encontrar “chocolates, chás, compotas, bolachas e vinhos”, descreve Mafalda Castro, que partilha com João a gestão do negócio.

A Pasteleira vende chá biológico (em lata grande a 3,8 euros ou pequena a 2,5), chocolates da Maria Chocolate (entre 1,5 e 19,9 euros) e da Bovetti (4,2 euros), compotas da Tia Minda (4,3 euros), da Maria Chocolate (4,2 euros) e da Tiptree, (4,8 a 5,3 euros), vinagres Creative (feitos à base de fruta, a 6,3 euros) e Vinhos de Lá (Alvarinho, Douro, Verde, Dão, Alentejo e Espumante; de 10,9 a 19,9 euros).

Finalmente, no piso inferior, que será o espaço cultural da loja, onde se realizarão “exposições, tertúlias, apresentações de livros ou exposições de filmes, relacionados com bicicletas”, estão expostas mais bicicletas.

A loja, inaugurada em Novembro, está aberta de segunda-feira a sábado, das 10h às 19h.