3 Set 2012, 10:30

Texto de Redação, com Lusa

Praça

Os Hospitalários no Caminho de Santiago

,

A partir de sábado, há saltimbancos, tabernas, artesanato e outras actividades para recordar a época medieval em Leça do Balio, Matosinhos.

Saltimbancos, tabernas, artesanato e outras actividades para recordar a época medieval marcam presença na 7.ª edição da recriação de “Os Hospitalários no Caminho de Santiago”, que decorrerá a partir de sábado, dia 6 de Setembro, em Leça do Balio, Matosinhos.

Esta iniciativa, que terminará no dia 9, tem, segundo a autarquia, o objectivo de “manter e ampliar a visibilidade” da recriação do ambiente da época medieval, “promover os caminhos de Santiago em Matosinhos e divulgar o Mosteiro de Leça do Balio”, um monumento “local de abrigo e passagem obrigatório para todos os peregrinos que rumam a Compostela”.

Este ano, esta recriação surgirá “num formato redimensionado e moldado à conjuntura e aos constrangimentos enfrentados”, para quem as recriações históricas “assumem um papel importante na transmissão de vivências e estilos de vida passados”.

Setembro também tem piratas

Para finais de Setembro, entre os dias 28 e 30, a Câmara de Matosinhos promove mais uma recriação histórica, desta vez com o objectivo de marcar a ligação do município ao mar, através de piratas.

Recordando que, no século XVI, a Península Ibérica, que durante a fase final da Idade Média alcançara uma posição fortíssima no âmbito da navegação costeira e oceânica, passou a ser alvo para os rivais do Norte da Europa, que pretendiam concorrer com portugueses e castelhanos pelo domínio do mar e das mais importantes rotas ultramarinas”, a autarquia salienta que a linha da costa entre Leça/Matosinhos e a Foz do Douro, no Porto, “era particularmente activa devido às operações de contrabando”.

“Matosinhos, graças às rochas que aí existiam que formavam uma espécie de enseada natural, constituía um abrigo perfeito para as embarcações”.

Assim, o evento “Os Piratas” vai retratar “a época do século XVIII dos piratas e corsários que cruzavam os mares e impunham a sua lei, tornando Matosinhos alvo de ataques”.

Esta recriação vai decorrer na envolvente do Forte de Nossa Senhora das Neves e da Marina da Administração dos Portos do Douro e Leixões.