Image de A “old school” OMNI está de regresso

Fotos: Cláudia Silva

Imagem de A “old school” OMNI está de regresso
Imagem de A “old school” OMNI está de regresso

15 Jan 2014, 14:11

Texto de Rafael Ferreira

Coisas

A “old school” OMNI está de regresso

,

A OMNI, marca portuguesa criada em 1988, está de regresso ao Porto, após um período de ausência de “3 ou 4 anos”. Depois de ter tido lojas próprias em Júlio Dinis e, mais tarde, no Via Catarina, a OMNI – de “Objectos Modernos Não Identificados” – reaparece apostada em conquistar um público mais jovem. Mas sem esquecer os seus fiéis seguidores.

“As pessoas que conhecem a marca são mais old school, mas agora fizemos um restyle à marca de forma a adaptá-la aos jovens”, explicou à Praça o gerente da nova loja, na Rua de Cedofeita, 254, José Araújo.

“A marca que tinha desaparecido sensivelmente há 3/4 anos” mudou desde a primeira vez que abriu no Porto. Agora, para além da roupa cool vende também skates e longboards e junta à venda de roupa e equipamentos outras actividades. “Esta loja agora tem um conceito diferente da anterior da OMNI. Tenta misturar o conceito de roupa com skate, longboard, tatuagens e piercings“, explica José Araújo.

Há outro pormenor: a loja vende OMNI, mas também tem outras marcas. É possível encontrar por lá a Nike SB, linha da conhecida marca de roupa desportiva direccionada para a prática do skate. É, portanto, “agora uma loja multi-marca”, esclarece o responsável.

“No nosso estabelecimento, temos marcas como a Billabong, Rip Curl, Dickies, entre outras, que não têm preços muito baratos, mas para contrapor isto temos a nossa marca, onde as sweats rondam os 24 euros, os casacos 49 euros, os bonés estão nos 20 e tal euros, as calças na ordem dos 40 euros”, refere José Araújo.

“Se o cliente quiser comprar produtos de outras marcas, também o pode fazer aos mesmos preços que são vendidos nas outras lojas, enquanto se quer comprar artigos OMNI só pode encontar aqui, porque nós não fazemos revenda”, sublinha, acrescentando que os fãs da marca nascida em Viana do Castelo também podem encontrá-la na Póvoa de Varzim.

Para os skaters, para quem está a começar e para quem já tem mais experiência, são vários os artigos disponíveis. “Temos skates para inciados como para profissionais, vendemos skates desde os 50 euros até aos 200 e longboards até aos 500, dependendo daquilo que o cliente quiser fazer. O skate pode ser comprado inteiro ou por peças”, explica José Araújo.

Na loja há um espaço incomum. “É a parte mais bonita da loja: as tatuagens e os piercings“, diz o gerente, que adianta que esta parte pode vir a sofrer alguns melhoramentos”, de forma a ficar mais visível a quem entra na OMNI.

Neste cantinho, há sempre tatuadores e body piercers  convidados, “da parte da tarde, uns mais direccionados para o retrato, outros para as técnicas orientais e ainda outros para os trabalhos normais”, desvenda José, que adianta que a adesão tem sido boa, embora lenta.

“Os preços das tatuagens partem dos 40 euros e depois o preço varia conforme o pedido. Quanto aos piercings estamos a fazer uma campanha de 25 euros”, esclarece.

José acredita que esta OMNI é “inigualável no Porto” e revela que, no futuro, haverá arte na loja, já que existe um espaço disponível para artistas que queiram fazer exposições. A OMNI está aberta a propostas.

A loja abre de segunda-feira a sábado, sempre das 10h até às 19h.