19 Abr 2011, 15:34

Texto de Miguel de Azevedo Carvalho

Comes & Bebes

O Porto de sabor vegetariano

, ,

Há alguns anos, os restaurantes vegetarianos no Porto contavam-se pelos dedos de uma mão. Hoje, já não é assim. Comer vegetariano, macrobiótico ou biológico é quase tão comum como pedir uma francesinha.

Cozinha vegetariana

Longe vão os tempos em que a comida vegetariana era algo estranho. Foto: Essência

Já poucos se lembram do Porto avesso aos sabores da comida vegetariana. Os nomes eram estranhos, os ingredientes nunca vistos e os restaurantes contavam-se pelos dedos de uma mão. Hoje, comer vegetariano, macrobiótico ou biológico é quase tão comum como pedir uma francesinha. A Praça sugere-lhe, em formato 7+2 (7 vegetarianos + 2 que fazem uma “perninha” nesta cozinha), sítios para cultivar uma ingestão proteica diferente e mais amiga do planeta. Lembre-se: não tem que desistir da carne, pense no vegetarianismo como comida étnica (exótica e boa).

Suribachi

Um dos veteranos da lista. Fica no número 134 da Rua do Bonfim e, além de ser restaurante macrobiótico, ainda tem serviço de venda de produtos do género. No último piso, há uma esplanada interior. Fecha aos domingos. Prove o bolo de alfarroba e os panados de seitan e, já agora, inscreva-se num dos workshops organizados pelo Suribachi.

Paladar da Alma

Depois de ter inaugurado perto da Praça da República, o Paladar da Alma mudou-se para a Rua de Santo Ildefonso, perto da Praça dos Poveiros. Não deixe de provar os sumos naturais caseiros e um dos três pratos diários (os folhados são imperdíveis). Serve almoços (das 12h às 15h) e jantares (entre as 20h e as 23h, de quinta a sábado) e só fecha aos domingos.

Nakité

Antigamente, a Rua do Breyner tinha a Pirâmide, mas há 10 anos (a cumprir em Novembro próximo) passou a ter o Nakité no número 396. Aberto de segunda a sábado, é conhecido pelas imitações de bacalhau (tofu à Zé do Pipo ou à Gomes de Sá) e pela francesinha vegetariana. Aproveite para almoçar na esplanada interior ou fazer compras na loja.

Essência

A completar 2 anos, este restaurante no 1190 da Rua de Pedro Hispano é talvez a oferta mais contemporânea do vegetarianismo portuense. A sala é impecável e o jardim é um must de Verão (se estiver frio, a casa empresta-lhe mantinhas). Convença um amigo mais teimoso a acompanha-lo com a perspectiva de provar a sangria de espumante ou um dos pratos não-vegetarianos do menu. Depois peça risotto de espargos para ele enquanto ele vai à casa de banho.

Oriente no Porto

Fica na Rua de S. Miguel (“traseiras” da Cordoaria) e está ligado ao movimento Hare Krishna. A oferta gastronómica resume-se a um prato, sopa, sobremesa e chá (ou batido) por dia. Abre de segunda a sábado (das 13h às 15h) para almoços e entre sexta e sábado (entre as 20h  e as 22h30) para jantares. Estudantes: há descontos para vocês. Vá pela comida e fique pelas aulas de yoga no primeiro piso.

Espaço Divinos

Abre de segunda a sábado para almoços e (agora sem marcação) jantares. Situado na Rua da Beneditina (bem perto da Universidade Católica) serve pratos vegetarianos e também opções de carne ou peixe. Organiza workshops, aulas e vendas. A esplanada tem wireless, por isso aproveite para pedir um sumo natural e sente-se a ler a Praça ou o Porto24.

Da Terra

Se for a Matosinhos, pode sempre trocar o peixe fresco por este restaurante vegetariano que fica perto da câmara municipal (Rua Doutor Afonso Cordeiro, 71). Durante a semana, abre das 12h às 15h e das 19h às 23h. Ao sábado, abre às 12h30 (o resto é igual). Também serve almoços aos domingos e feriados (das 12h30 às 15h). O serviço é bufê (6,5 euros à semana e 8,5 ao fim-de-semana; preços sem bebidas) e tem take-away. Não saia sem provar ou levar o bolo de chocolate e o pão indiano.

+

Cantina da FDUP

Não perdemos a cabeça. Sim, é uma cantina universitária. A mais próxima da nossa redacção. Serve todos os dias úteis (à excepção das férias escolares) entre as 12h e as 14h30 e a refeição vegetariana é, por norma, a melhor confeccionada de entre as opções disponíveis para o almoço da estudantada. Mas vá cedo, porque esgota com facilidade. Estudantes da Universidade do Porto pagam 2,25 euros; todos os outros pagam 3,5 euros. É vegetariano low-cost.

Alicantina

Sim, a francesinha cabe neste artigo. Como a cidade, também ela soube evoluir. A Alicantina (nas ruas do Campo Alegre e de António Bessa Leite), não sendo um restaurante vegetariano, serve uma francesinha vegetariana muito respeitável. As 2 localizações têm serviço de take-away e esplanada (preferimos a de Bessa Leite).

Conhece outros sítios? Faça-nos chegar as suas sugestões.

  1. MC says:

    Parabéns pelo site. Falta na v/ lista o Capa Verde (misto – buffet de 2 pratos vegetarianos + 1 de carne e 1 de peixe – não tem carnes vermelhas) – Rua N.a Sra de Fátima, 465, perto da Rotunda da Boavista

  2. isabel ferraz says:

    Boa ideia a da lista de restaurantes. Mas saberão dizer-me se no Porto há restaurantes VEGAN? Gostaria de ter esta informação.

    Paz e harmonia para todos vocês

    • maria says:

      restaurantes completamente vegans, acho que ainda não, mas no Nakité a maioria dos pratos são vegans e algumas sobremesas também

  3. maria says:

    porque é que consideram o essência como um restaurante vegetariano?
    não será mais correcto dizer que é um restaurante ( normal, com carne e peixe) que tem alguns pratos vegetarianos?
    dá mais jeito, não é?
    vende mais, tá na moda…

  4. Cátia says:

    Como vegetariana, sei bem que ainda é difícil comer decentemente senão nos restaurantes que mencionam.
    Infelizmente a oferta ainda é muito parca.
    Gostava de deixar apenas uma nota relativamente à francesinha do Alicantina: a francesinha é de legumes sim, mas o molho é feito com aparas de carne de vaca!
    Se são realmente vegetarianos e pretendem comer uma francesinha, recomendo o Verso em Pedra, frente ao parque da Alfândega, onde podem pedir a opção 100% vegetariana, sendo o molho feito sem qualquer tipo de carne.

  5. AL says:

    Ora vamos aqui corrigir algumas informações.
    1. O Suribashi se foi, já não é vegetariano (apesar do auto-título), pois tem pratos e salgados que incluem peixe.
    2. As francesinhas vegetarianas do verso em pedra, apenas o são de aparência, podendo ser integralmente sem carne nem peixe, mas o molho é totalmente diferente (e sim, eu já fiz molho de francesinha sem carne e já comi em outros locais incluindo em casa de amigos), ou seja, se esperam uma francesinha, procurem outro local.

    e por último

    Deixo aqui a sugestão de outros locais:
    – Beringela – Vegetariano – (Rua do Bolhão junto ao Hotel), apenas para almoço, com serviço tipo buffet, bom preço, podem pedir apenas vegan se preferirem, a quantidade e qualidade é sempre bom, com possibilidade também de sumos caseiros feitos na hora. As vezes tem francesinha vegetariana.

    – Alfarroba – Vegetariano – No piso 1 do C.C.Brasília (apenas para almoço).

    – Namaste – Vegetariano – Em matosinhos, numa transversal, a 1 minuto do Da Terra e seuindo a mesma tipologia de Buffet. Ambos são recomendados.

    Recomendam-se alguns restaurantes de tipologia indiana, chinesa, árabe.
    Costumam ter refeições e pratos vegetarianos, é uma questão de procurar e estar atento!

  6. Grão de Soja says:

    O seu comentário
    Se quer comer boa comida vegetariana (incluindo francesinha), bem perto do Porto , vá a Espinho ao Grão de Soja (perto do Tribunal). Está aberto para almoço, de 2ª a Sab e das 12h00 às 15h00. Completa 6 anos de existência em Maio.