28 Jun 2012, 10:26

Texto de Redação, com Lusa

Praça

Noites Ritual fazem 20 anos e a festa é por toda a cidade

,

O festival de música, a 31 de Agosto e 1 de Setembro, decorrerá no Palácio de Cristal mas também noutros locais do Porto. Os bilhetes custam 5 (pré-venda) e 7,5 euros.

Dead Combo

Dead Combo

As Noites Ritual, com 4 bandas já confirmadas, vão decorrer no Porto, a 31 de Agosto e 1 de Setembro, estando previsto o seu alargamento à cidade, revelou o produtor executivo do festival.

Para já, estão confirmadas as bandas Dead Combo e a Royal Orquestra das Caveiras e Wraygunn, que sobem ao palco do Palácio de Cristal a 31 de Agosto, e Paus e A Naifa no dia seguinte, sendo que, “em situação normal”, o recinto abre às 20h, o início dos concertos acontece às 22h e estende-se até cerca das 2h30, revelou Carlos Vieira.

O produtor frisou que no ano em que comemora “efectivamente os 20 anos”, o tópico do festival “música e diversidade” pode assim traduzir-se “noutras formas artísticas” e, igualmente, em “estender-se para fora dos jardins do Palácio” e assim “sair à cidade e não se confinar aos 2 dias”.

“Queremos presentear as pessoas com algo bem diferente”, afirmou, revelando que, contudo, ainda não está nada definido pois, embora tenham em mente “muitas coisas interessantes”, o concretizar destas acções está “dependente das parcerias e das pessoas responsáveis”.

Por isso, Carlos Vieira disse ser ainda “demasiado prematuro” falar das actividades e do respectivo espaço e tempo, mas adiantou que a ideia é comemorar os 20 anos “da melhor maneira” possível.

A aposta em “actividades paralelas” não quer dizer, porém, que não haja mais bandas, afirmou o responsável, que adiantou ter “alguns nomes em carteira”, nomeadamente “bandas novas”.

Sem avançar pormenores, o produtor desvendou que os Dead Combo (na foto), que estiveram nas Noites Ritual em 2005, vão trazer a Royal Orquestra das Caveiras e fazer “um espectáculo que as pessoas nunca viram no Porto”.

Considerando que já se formou “uma grande família”, até porque há pessoas que “começaram a vir em 1992 e agora aparecem com os filhos”, Carlos Vieira acredita que a crise não vai afectar a afluência de participantes ao festival que “é de toda a gente” e que já levou ao Porto mais de 240 bandas portuguesas.

“Pelo contrário – e os números têm-no dito – as pessoas precisam é de sorrir e desanuviar, tirar a troika da cabeça. Neste momento, é mais fundamental que as pessoas sejam positivas e as Noites Ritual também podem contribuir para essa positividade”, sustentou.

Com uma afluência a rondar os “2 milhares” de turistas, Carlos Vieira acrescentou que a presença de estrangeiros pode ser, “este ano, benéfico para as Noites Ritual e para a noite cultural no Porto.

Carlos Vieira avançou que os preços dos bilhetes se fixam nos 5 euros para os 2 dias e com todas as actividades incluídas, caso seja comprado antecipadamente, e em 7,5 euros, com as mesmas regalias, se comprados no próprio dia.