Image de Monumentos de portas abertas, mercadinhos e animação de rua no centro histórico

Fotos: Ana Luísa Gomes

Imagem de Monumentos de portas abertas, mercadinhos e animação de rua no centro histórico
Imagem de Monumentos de portas abertas, mercadinhos e animação de rua no centro histórico

27 Mar 2014, 18:03

Texto de Ana Isabel Pereira

Praça

Monumentos de portas abertas, mercadinhos e animação de rua no centro histórico

O programa que assinala o Dia Nacional dos Centros Históricos na zona histórica do Porto, no sábado, reúne variadíssimas actividades, da animação de rua às exposições, das visitas a monumentos e imóveis classificados aos concertos. A maioria é gratuita, mas conte com condicionamentos de trânsito e de estacionamento.

Para além de celebrar o centro histórico da cidade, o evento, cujo programa completo inclui mais de 50 actividades, marcará a inauguração da Rua das Flores, Largo dos Lóios e Largo de S. Domingos, recentemente requalificados e que a partir da próxima segunda-feira serão artérias pedonais. Nestes 3 locais haverá 3 palcos de animação, que esta quinta-feira já estavam a ser montados.

A animação de rua começa nesta zona pelas 11h, na Praça das Cardosas, com a feira de artesanato urbano, objectos de design e produtos gourmet Urban Market. Sábado, todo o centro da cidade vai estar em festa e este é apenas um dos 7 mercados urbanos que constam no programa.

O Flea Market, por exemplo, vai estar nas praças Gomes Fernandes e Parada Leitão – junto à Reitoria da Universidade do Porto e ao café Piolho –, entre as 12h e as 19h, ao passo que a zona pedonal da Rua de Cedofeita e a Miguel Bombarda recebe o Mercado do Fado, uma organização do projecto Cedofeita Viva (das 9h às 19h30).

Associado a este mercado, “haverá um tour histórico e, à noite, o projecto apoia, ainda, a Hora doPlaneta”, uma iniciativa em que vários restaurantes da Rua de Cedofeita e do Bairro das Artes vão proporcionar jantares à luz de velas”, refere o Cedofeita Viva em comunicado.

No Cais da Ribeira, entre as 10h e as 20h, vai poder comprar “Artesanato e Afins in Douro”. Na Praça de Carlos Alberto, o Mercado de Porto Belo decorrerá há entre as 11h e as 19h. E o Mercadinho dos Clérigos estará na Cândido dos Reis entre as 10h e as 20h.

Eixo Mouzinho-Flores

No Teatro de Marionetas, na Rua das Flores, há a leitura encenada “Cinderela”. É entre as 17h e as 18h e é um excelente programa para as famílias. Na mesma rua, precisamente 18h, Eduardo Cardinho 5tet “toca a música de Mário Laginha”. Torto (14h45), Quarteto de Saxofones (15h30), Novo Circo – Erva Daninha (16h), Quinteto de Metais com Percurssão (16h15), Sequin (16h15), Jibóia (17h30), Equations (18h45) e Ghuna X (21h30) e Kiko & the Jazz Refugees (21h30) são outras das actuações previstas para o eixo Mouzinho-Flores.

Nesta zona, os negócios vão aproveitar para se juntarem à festa. “A Mercearia das Flores cá estará para comemorar com o lançamento de 2 novos vinhos da CARM, o Vinha da Urze, branco DOP Douro e o Marquês de Almeida, tinto DOP Beira Interior e muita Sovina à pressão”, revelam as sócias Joana Martins e Joana Osswald.

Ao final do dia, a primeira edição de 2014 do Porto Sounds vai tomar conta do Largo de São Domingos, onde vão actuar os Memória de Peixe (22h30) e os Throes + The Shine (24h).

Há mais!

São vários os monumentos e imóveis classificados que vão abrir as suas portas para a realização de oficinas, visitas guiadas ou visitas livres. É o caso da Casa do Infante (oficina), da Igreja de S. Francisco, da Sé Catedral (ambos com visitas livres), do Teatro Nacional de S. João ou do Palácio da Bolsa (visitas guiadas).

O Centro Português de Fotografia, a Cadeia e o Tribunal da Relação do Porto recebem, entre as 15h30 e as 18h30, uma “Bolsa de Material Fotográfico”. Para além desta espécie de feira de equipamento fotográfico, quem passar pela loja do CPF tem direito a desconto 10% sobre publicações.

Alguns operadores turísticos associam-se às comemorações, realizando passeios com condições especiais, em terra e no rio. Os bares e restaurantes também oferecem um miminho. Os primeiros (os que aderiram, claro) vão ter petiscos e bebidas a um euro; os segundos vão oferecer um aperitivo ou digestivo se jantar ou almoçar por lá.

Roteiro judaico

Entre as várias iniciativas que vão acontecer no sábado, destaque ainda para o lançamento oficial de um panfleto desdobrável, acadinho de editar, em 4 idiomas (inglês, francês, castelhano e português), com o roteiro judaico da cidade.

Os textos são da Comunidade Israelita do Porto e o roteiro começa e termina na Sinagoga Kadoorie Mekor Haim, na Rua Guerra Junqueiro. A propósito do documento, que começou a ser distribuído esta semana pelos postos de turismo da cidade, o rabino Daniel Litvak comenta, numa declaração escrita enviada à Praça, que “o turismo é uma indústria de paz e fraternidade”.

“O espaço museológico do edifício da sinagoga permite ao visitante conhecer uma importante parte da história judaica, bem como a lei judaica numa dimensão universal”, sublinha Litvak. Já Michael Rothwell refere ser “obrigação da comunidade judaica do Porto [de que é membro], em parceria com a Câmara Municipal, ajudar a população da cidade a reviver o passado judaico, com respeito pela verdade histórica, sem ressentimentos, sem fantasias também”.

A visita guiada “Porto e os Judeus” será orientada por Michael Rothwell e Hugo Vaz, outro membro da Comunidade Israelita do Porto, e pelo historiador César Santos Silva. As inscrições (50 pessoas) abriram na segunda-feira pelas 9h e em 2 horas já a visita estava lotada, mas nada o impede de pegar no desdobrável e partir à descoberta desta herança rica.

As restrições de trânsito

No sábado e no domingo, não será possível circular nem estacionar na Rua das Flores, Largo dos Lóios e Largo de S. Domingos. Segundo informou a autarquia em comunicado, para além destas 3 artérias, agora de cara lavada, no fim-de-semana também a Rua de Trás e a Rua Ferreira Borges estarão fechadas ao trânsito automóvel. Tudo para permitir as actuações musicais ao vivo.

A circulação automóvel vai estar proibida – excepto cargas e descargas e acesso a garagens –, na rua das Flores e no Largo S. Domingos entre as 9h de sábado as 2h de domingo. No mesmo período, será igualmente impossível passar na Rua de Trás, no troço compreendido entre a Rua Nicolau Nasoni e o Largo dos Lóios.

Durante todo o dia de sábado, vai estar proibida a paragem e o estacionamento no Largo dos Lóios, no troço compreendido entre a Rua Trindade Coelho e a Rua dos Clérigos. A mesma proibição aplica-se, no sábado e no domingo, ao lado nascente da Rua Ferreira Borges, no troço compreendido entre o número 56 e o Largo S. Domingos.