1 Abr 2011, 10:00

Texto de Pedro Rios

Praça

Para celebrar 10 anos de vida, o Maus Hábitos até ocupa o Coliseu

,

O Maus Hábitos está a celebrar 10 anos de vida. O programa de festas só termina na próxima quarta-feira.

Maus Hábitos

Maus Hábitos: há 10 anos a trocar-nos as voltas. Foto: Flickr

Durante 10 anos, o Maus Hábitos foi um bocadinho de tudo: galeria de arte, sala de concertos, restaurante e mais qualquer coisinha. Para festejar uma década de vida, o espaço da Rua de Passos Manuel terá também um bocadinho de tudo.

O programa de festas começa esta sexta-feira, às 18h, com a inauguração da exposição “Walking UP that Hill” de Jorge Santos. Às 20h30, há “A Feijoada do Artista” (12€), uma oportunidade para reunir energias para a noite de música (DJ sets de T:O:N:I:S:C:H:A e Dinis e um concerto dos Dealema).

Sábado, o Maus Hábitos desce até à Garagem Passos Manuel e ao Salão Ático do Coliseu para o mercado de usados Flea Market e a Feira do Jeco, dedicada às edições independente (das 15h às 19h – a Feira do Jeco continua domingo). Às 20h30, volta a haver feijoada, antes dos sets da dupla Marlon e Miguel Magalhães e de Pedro Santos e do concerto de HHY & The Macumbas.

Uma “manifestação contra e a favor de todas as causas” é a proposta para a tarde de domingo, na Praça dos Poveiros. Quem estiver menos reivindicativo, pode dedicar-se à dança numa matinée de dança à antiga no Salão Ático do Coliseu (17h) ou ao tango (21h30, no Maus Hábitos). A noite termina com a dupla de DJs Rodrigo Affreixo e Luís Machado.

O momento mais visível do programa acontece quarta-feira, quando Pedro Abrunhosa, os duos da galega Ugia Pedreira com o brasileiro Fred Martins e de Rui Reininho com Paulo Praça subirem ao palco do Coliseu do Porto.

O programa foi uma forma de o Maus Hábitos “chamar a família”, diz Daniel Pires, responsável pelo espaço. “Pedro Abrunhosa é uma pessoa amiga que visita o Maus Hábitos”, Rui Reininho ensaiava com os seus GNR no salão junto à entrada, “quando ele estava decrépito”, Paulo Praça veio cá “centenas de vezes actuar” e Ugia Pedreira “representa toda a comunidade galega que visita o Maus Hábitos há muitos anos”.

Para se orientar entre tantas actividades, o melhor é visitar o site do Maus Hábitos.