16 Nov 2011, 20:31

Texto de Pedro Rios

Praça

“Cada dia é uma perda irreparável” nas fotos de Lara Jacinto

Portuense de 29 anos venceu prémio Novo Talento Fnac Fotografia com série onde rostos e objectos denunciam a passagem do tempo.

A portuense Lara Jacinto venceu o prémio Novo Talento Fnac Fotografia 2011, com a série “Arrefeceu a cor dos teus cabelos”, foi anunciado esta quarta-feira.

Aos 29 anos, a fotografar desde 2009, este é já o segundo prémio importante nesta área conquistado por Lara Jacinto, designer de formação, que também venceu o Jovens Criadores.

Na série com que venceu o prémio Novo Talento Fnac Fotografia vemos rostos e objectos que denunciam a passagem do tempo.O trabalho fala sobre um estado de espírito que pode acontecer a qualquer pessoa: a dada altura, apercebermo-nos que o tempo passa por nós, percebermos que cada dia é uma perda irreparável“, explica Lara Jacinto ao P24.

Fotografias tristes? “Não é uma tristeza, é um apaziguamento”, responde.

“O portefólio de Lara Jacinto distinguiu-se dos demais por uma grande coerência temática e uma extraordinária capacidade de captar um estado de espírito (no caso um mal de vivre), nem sempre fácil de conseguir transmitir de forma eficaz através de um número alargado de imagens. ‘Arrefeceu a Cor dos Teus Cabelos’ consegue fugir da simples reunião de imagens do quotidiano para um corpo de trabalho paciente, performativo e reflexivo sobre um momento intimista e decisivo na vida de 2 pessoas”, escreveu o jurado Sérgio B. Gomes, jornalista do “Público”.

Durante cerca de um ano, as exposições da vencedora e da agraciada com menção honrosa (Ana Maria Russo) irão circular pelos diversos espaços Fnac, dedicados à exposição de trabalhos fotográficos, nas cidades do Porto, Lisboa, Algarve, Coimbra, Leiria, Braga, Guimarães, Viseu e Madeira.

Este ano, o júri foi constituído por António Júlio Duarte (fotógrafo), António Pedro Ferreira (fotógrafo do “Expresso”), Mário Teixeira da Silva (director do Módulo – Centro Difusor de Arte) e Sérgio B. Gomes.