Image de Fins-de-semana gastronómicos na DiverLanhoso

Fotos: Ana Isabel Pereira

Imagem de Fins-de-semana gastronómicos na DiverLanhoso
Imagem de Fins-de-semana gastronómicos na DiverLanhoso

4 Fev 2014, 11:45

Texto de Ana Isabel Pereira

Praça

Fins-de-semana gastronómicos na DiverLanhoso

, ,

É um dos maiores parques de aventura da Europa e agora quer apostar na gastronomia. O fim-de-semana de 7 e 8 de Fevereiro é dedicado ao cozido à minhota.

A 50 minutos do Porto e a cerca de 13 quilómetros do Parque Nacional da Peneda-Gerês, a DiverLanhoso, com o apoio da Câmara da Póvoa de Lanhoso, vai organizar fins-de-semana gastronómicos, como forma de divulgar a cozinha da região mas também de conquistar mais visitantes nos meses difíceis de Inverno.

O primeiro desses fins-de-semana é já este sábado e domingo. No restaurante panorâmico do parque, a partir das 12h, será possível provar iguarias minhotas e degustar o vinho verde da região.

José Silva, conhecido crítico gastronómico e de vinhos, fará uma intervenção e, pelas 13h, começará o almoço. O prato principal é o cozido à minhota, mas também haverá queijo,  presunto, caldo do cozido, salada de laranja com hortelã e pudim caseiro, entre outras especialidades. Os adultos pagam 20 euros e as crianças 10 – até aos 4 anos, entram gratuitamente.

“Em parceria com a Câmara Municipal, vamos ter uma mostra de produtos da região, onde os visitantes vão poder comprar, por exemplo, a hortaliça fresca, colhida de manhã”, disse há dias aos jornalistas Paulo Barbosa, num almoço que serviu para apresentar o evento.

Segundo o director-geral da DiverLanhoso, os fins-de-semana seguintes – um por mês – serão dedicados à feijoada e às tripas à moda do Porto.

“Em Junho, queremos fazer um piquenique à moda antiga, para repetir até ao final do Verão”, anunciou ainda o responsável, lembrando que essa é a altura em que o concelho recebe a visita dos emigrantes.

No parque, que dispõe de casinhas de madeira onde os visitantes podem pernoitar, e que perfazem um total de 130 camas – “no Verão, a ocupação é 100%”, mas agora será fácil reservar um dos bangalows –, é possível ficar a dormir por 25 euros/noite/pessoa, “dependendo da casa e do número de noites”, refere Paulo Barbosa.

Mas é habitual haver campanhas promocionais que já incluem as actividades. “E, consoante estiver a nossa taxa de ocupação, vamos fazendo descontos”, explica o responsável.

Para além da mesa

A DiverLanhoso abriu em 2001, tem 170 hectares e promove actividades relacionadas com os 4 elementos: água – canyoningrafting ou canoagem –, terra – uma via ferrata em torno do Castelo é “uma das actividades mais bonitas” que o parque oferece, mas também há pontes suspensas e uma mina-labirinto – , ar – sliderappel e death ride são alguns exemplos – e fogo – tiro ao alvo e paintball, por exemplo. Os preços variam entre os 4 e os 51,50 euros.

Um motivo adicional para visitar a Póvoa de Lanhoso nos próximos dias é o Concurso Nacional de Teatro, que está a decorrer desde 31 de Janeiro e só termina a 1 de Março. O evento, que tem como patrono o actor Rui de Carvalho, vai na 10.ª edição e apresenta 10 espectáculos, 9 a concurso e um que é o vencedor da edição de 2013.

No concelho também vale a pena visitar o Castelo e o Castro de Lanhoso, o Santuário de Nossa Senhora do Pilar e o Museu do Ouro de Travassos.