7 Mar 2012, 11:34

Texto de Maria João Brum

Praça

Encontros de tricô no Bairro das Artes

, ,

O encontro ”All Knit Long”, na loja Ovelha Negra, é apenas uma das actividades com assinatura Bairro das Artes Circuit para esta semana.

Quem disse que tricotar é coisa do frio? Que só serve para fazer casacos de Inverno? Se quer aprender a fazer um modelito em croché ou com uma aplicação em bordado para a estação que está aí a rebentar ou já tem o “bichinho” do tricô mas precisa de alguma ajuda técnica, agarre o convívio que a Ovelha Negra promove esta quarta-feira. O objectivo é levar o conceito de tricotar a um outro nível.

O encontro dá pelo nome de “All Knit Long” e tem lugar no número 100 da Rua da Conceição, entre as 21h e as 22h.

Esta é apenas uma das actividades com assinatura Bairro das Artes Circuit, um projecto que tem animado o Quarteirão das Artes, para esta semana. Há mais.

Há mais, muito mais

O leque de actividades inclui várias oficinas de pintura, cerâmica e azulejaria, que decorrem esta quarta-feira, dia 7, das 14h30 às 18h30 (os preços variam entre os 30 e os 45 euros, sem materiais incluídos). As actividades acontecem no espaço Bombarda Oficina de Artes (BOA).

E já pensou em trocar uma ida ao ginásio por uma aula de dança contemporânea? São aulas experimentais, não precisa de ser um talento nato. É necessária uma inscrição prévia nas aulas, que têm lugar na BOA às segundas, quartas e sábados (das 21h30 às 22h). O preço é de 8 euros por aula avulsa.

Actividades ao ar livre

Esta quinta-feira, o dia no Bairro das Artes Circuit começa com cursos livres de conservação preventiva e restauro, no espaço Cotonete e Bisturi, na Rua do Breiner, 72. É das 10h30 às 13h30 (repete aos sábados, à mesma hora).

A 2ª edição do ciclo “Há Movimento no Jardim” conta com a performance de Monika Pundyk e do músico João Dias no Gallery Hostel. Uma oportunidade única para visitar os espaços verdes e os jardins privados do museu.

[caixa]ANIVERSÁRIO: A Terra na Boca, associação cultural que organiza o Bairro das Artes Circuit, está de parabéns e a festa, inserida no evento, é este fim-de-semana: há uma mostra de curtas-metragens da Universidade da Beira Interior no Museu Nacional Soares dos Reis (MNSR), sábado e domingo (15h – 17h); festa africana com os Allantantou Dance Company no Largo da Maternidade, no sábado (18h – 18h30) e oficina de dança e percussão africanas com o mesmo grupo no MNSR domingo (16h30 – 18h).[/caixa]

O dia termina com ioga na BOA às 20h30. As aulas repetem às 10h30, no sábado. O preço é de 5 euros e a inscrição é obrigatória.

Na sexta, há o Circuito Eco-Social: Caminhos do Romântico, por Pedro Jorge Pereira,  às 10h. É todas as sextas, por 8 euros. Mais tarde, há convívio entre bairrões e bairristas, no Largo da Maternidade de Júlio Dinis, das 19h às 22h – melhor do que ler sobre a dinâmica deste Bairro das Artes Circuit é aparecer e conhecer a comunidade e o projecto.

À noite, há aulas de capoeira no Largo da Maternidade (das 20h às 21h30). Este sábado, a participação é por contribuição (pode dar o que quiser), mas se quiser ir regularmente a mensalidade é 30 euros – por 8 euros, também pode ir a uma aula avulsa. De seguida, começa a  música no centro Yantra (na Rua das Taipas) e meditação na BOA, todas as segundas sextas-feiras do mês, das 22h às 23h30.

Sábado é sinónimo de “má língua”

As “Conversas Sujas na Lavandaria” (11h) dirigem-se aos mais tagarelas, na Rua Miguel Bombarda, 100 (1 euro de contribuição).

Seguem-se 2 workshops. O primeiro de Tricô Multicolor, na Ovelha Negra, para quem já domina a arte de tricotar (40 euros com materiais incluídos). O segundo de  Didjeridoo, um invulgar instrumento de sopro australiano. São 30 euros no espaço Yantra.

As actividades para as crianças e jovens começam às 15h com oficinas de arte plástica, dramática e de escrita (dos 8 aos 14 anos). Ainda a pensar nos mais novos, há capoeira das 15h30 às 17h. Ambos têm lugar na BOA.

Pelas 16h, inaugura uma exposição de pintura de Alvarenga Marques, na Galeria Trindade. Para quem quer dar um “pezinho de dança”, segue-se uma festa africana e um exercício coreográfico. A festa começa às 18h e o exercício fica por conta das alunas de dança contemporânea, no Largo da Maternidade Júlio Dinis (contribuição de 1 euro).

Jam session no domingo

Os bebés têm também direito a oficinas de artes, música e movimento, na BOA (repete no segundo e quarto domingo de cada mês). O preço é de 30 euros por cada 4 sessões.

À tarde, o programa estende-se a miúdos e graúdos. Oficina de dança e percussão africanas no Museu Soares dos Reis, das 16h às 17h30.

Um concerto no Breyner85 dá por terminada a semana. O preço da entrada são 2 euros.

Este artigo foi actualizado no dia 8 de Março de 2012.