Image de éLeBê traz sabores do Minho para a baixa portuense

Fotos: Cláudia Silva

Imagem de éLeBê traz sabores do Minho para a baixa portuense
Imagem de éLeBê traz sabores do Minho para a baixa portuense

3 Mar 2014, 17:40

Texto de Rafael Ferreira

Comes & Bebes

éLeBê traz sabores do Minho para a baixa portuense

,

O éLeBê Baixa é o último investimento do grupo familiar Torres Restaurantes, abriu há um mês na Rua Santo Ildefonso, 118-120 e aposta nos cozinha típica do Minho mas com um empratamento actual.

O éLeBê tem como especialidades receitas de bacalhau e de cabrito assado no forno – receita que “tem sido várias vezes premiada no festival de gastronomia de Santarém”, sublinhou, em conversa com a Praça, Pedro Silva, de 29 anos.

Segundo o gerente o éLeBê, a carne de cabrito que chega ao restaurante é fornecida por produtores serranos que têm contrato de exclusividade com os restaurantes Torres. No caso do cabrito, uma dose para 2 pessoas custa 25 euros. O ‘fiel amigo’ tem um cantinho especial na ementa “com cerca de 4 a 5 pratos de bacalhau, 2 à posta em receitas típicas e 2 já transformados”.

O Porto “é uma cidade de excelência e em expansão” e Pedro Silva, que também administra um outro espaço do grupo minhoto em Leça do Balio, Matosinhos, pensou, pela primeira vez, em abrir um éLeBê na baixa portuense em Maio do ano passado.

Mais tarde, em Agosto, o empresário, formado em Análises Clínicas e Saúde Pública e com uma pós-graduação em Hotelaria e Turismo, comprou o imóvel na Rua de Santo Ildefonso. O espaço foi objecto de obras de recuperação desde então, tendo sido inaugurado a 31 de Janeiro.

Data escolhida “por precisamente ser uma altura calma” para que a equipa do restaurante tivesse “tempo de se moldar, adaptar e conhecer os cantos à casa”, explica Pedro Silva à Praça.

Menus acessíveis

Para além do serviço à carta, o éLeBê tem disponíveis menus por 13,2 euros por pessoa. Este menu executivo, servido “de segunda a sexta-feira”, inclui “uma selecção de 3 entradas, prato de peixe ou parte de carne, café e bebida”, explica Pedro Silva.

Diariamente há 20 pratos de peixe e carne à escolha, sempre diferentes, e um prato da carta do restaurante.

Carta essa que inclui entradas como alheira de perdiz, crocante de cogumelos, folhado de alheira ou caçarola de gambas; pratos principais como tentáculo de polvo ao alho, folhado de garoupa, crocante de bacalhau éLeBê, grelhado de boi, lombelo com castanhas, tornedó éLeBê, cabritinho “bebé” grelhado, perdiz à caçador, costeletinhas de javali, lasanha vegetariana; e sobremesas como pudim Abade de Priscos, mousse de chocolate, travesseiro de requeijão e doce de abobora ou selecção de queijos éLeBê.

À carta, o preço médio andará entre os 25 e os 40 euros. Para as crianças, estão, no entanto, disponíveis 3 pratos a 8 euros: hambúrguer do chefe, preguinho em prato e filetes de pescada.

carta dos vinhos inclui referências entre os 9 e os 17 euros, à garrafa, e está dividida por regiões, incluindo vinhos do Douro, Alentejo, Dão. O éLeBê também serve espumantes e champanhes, assim como destilados, com destaque para os gins.

Por encomenda – com pelo menos 48 horas de antecedência –, pode pedir lá para casa arroz de frango pica no chão, arroz de lavagante, lagosta suada americana, caldeirada de cabrito, javali éLeBê, rojões à minhota, papas de sarrabulho, osso buco à milanesa ou sapateira recheada éLeBê. As doses que o éLeBÊ faz para fora são todas para 4 pessoas.

Jantares temáticos

O éLeBê quer organizar um jantar temático por mês e o primeiro já tem data marcada. Será na primeira semana de Março e terá como tema o vinho. “Das 19h às 21h, [há] formação de vinhos, palestras, provas cegas e dispensadores para as pessoas provarem o vinho. Depois vamos ter o jantar associado aos vinhos, com um vinho associado a cada prato”, diz.

Nos meses seguintes, os jantares temáticos serão uma noite de fados e uma noite da mulher.

O espaço do restaurante está dividido em 2 pisos: no rés-do-chão funciona a recepção ao cliente e há um bar, enquanto no piso superior são servidos os almoços e os jantares.

O éLebê está aberto de terça-feira a sábado, das 12h às 15h30 e das 19 às 23h. Aos domingos só abre à hora do almoço.