4 Fev 2011, 11:30

Texto de Ana Isabel Pereira

Comes & Bebes

E vai de xarope!

, ,

Os Xaropes de Groselha e Capilé são produtos antigos e, no entanto, uma absoluta novidade no mercado português. A Quiosque de Refresco e a Sabores de Santa Clara acabam de lançar os tradicionais refrescos em versão engarrafada.

Xaropes de Groselha e Capilé

Os Xaropes de Groselha e Capilé chegam agora ao mercado em versão engarrafada. Foto: DR

Não, não lhe vamos falar de qualquer xarope daqueles que se engolem rápido porque sabem mal – já estava a pensar que este artigo era sobre o regresso do óleo de fígado de bacalhau, diga lá! A Praça traz-lhe uma boa novidade: o Quiosque de Refresco e a Sabores de Santa Clara lançaram, numa parceria perfeita (a primeira empresta a marca, a segunda produz), os Xaropes de Groselha e Capilé, agora em versão engarrafada (€ 14,9 e € 10,9, respectivamente).

São produtos antigos e, no entanto, uma absoluta novidade no mercado português. Os tradicionais xaropes, preparados exclusivamente com ingredientes naturais, sem quaisquer corantes artificiais ou conservantes, estão a partir de agora disponíveis em garrafas requintadas para o mercado gourmet.

Uma garrafa de xarope permite preparar 25 copos de refresco. E ambos os xaropes, embora especialmente o de groselha, são ricos em antioxidantes. Na composição da groselha, destacam-se as bagas frescas deste fruto vermelho e, no capilé, sobressaem as frondes de avenca e a água natural de flor de laranjeira.

Por cá, as garrafinhas, com rótulos concebidos pelo designer gráfico Ricardo Mealha e inspirados nas ilustrações de Lapin, estão à venda n’A Vida Portuguesa (Rua Galeria de Paris, 20, 1º andar), na Mercearia de São Bento (Rua das Flores, 298), no supermercado do El Corte Inglês e em lojas gourmet.

A receita do regresso

“Foi há dois anos atrás que Catarina Portas (A Vida Portuguesa) e João Regal (DeliDelux), associados para a abertura de três Quiosques de Refresco em Lisboa, constataram que a oferta existente dos mais populares xaropes do hábito português se resumia a tristíssimas combinações de aromas e corantes artificiais engarrafadas”, recordam os responsáveis da Quiosque do Refresco.

A ideia era respeitar as “receitas antigas, o sabor dos ingredientes naturais” e adaptar “a perícia da produção ao mundo de hoje”. Foi esse o desafio que lançaram a Daniel Roldão da Sabores de Santa Clara – cujos rebuçados de ovo se revelaram um sucesso em apenas 5 anos.

Roldão “experimentou receitas, pesquisou ingredientes, testou técnicas e apurou validades”. Longos meses depois, “em Abril de 2009, os primeiros xaropes de groselha e capilé foram servidos na inauguração dos Quiosques de Refresco, tornando-se, desde então, refrescos favoritos dos muitos lisboetas e turistas”.