Image de Crepes à francesa

Fotos: Cláudia Silva

Imagem de Crepes à francesa
Imagem de Crepes à francesa

5 Fev 2014, 10:31

Texto de Rafael Ferreira

Comes & Bebes

Crepes à francesa

Em França, comemora-se a 2 de Fevereiro a “Chandeleur”, uma festa de tradição católica que junta os franceses à mesa para comer crepes. Luísa Cabral, da Creparia La Bombarde, explicou, numa acção do Turismo de França no Porto, como se preparam os crepes à francesa.

A convite da Atout France – que, em parceria com o turismo de Centre Val de Loire e de Nord Pas de Calais, esteve no Porto esta segunda-feira a promover as 2 regiões –, a responsável da creperia que começou em Miguel Bombarda e reabriu mais tarde na Rua de Gondarém, 239, ensinou a preparar crepes à moda francesa.

Luísa Cabral, que é casada com um chefe bretão, Franck Desormeaux, aprendeu na França, precisamente na Bretanha.

Para confeccionar um “bom crepe”, os ingredientes são importantes, mas a técnica também, explicou aos jornalistas na acção que decorreu no Hotel Infante de Sagres, na baixa do Porto.

Primeiro junta-se, numa taça, “leite, 4 colheres de sopa com farinha e 3 colheres de açúcar e mexe-se o mínimo possível. Depois, é necessário colocar óleo num pano para passar sobre o disco onde será feito o crepe, para que, quando o doce estiver pronto, descole com facilidade”, explicou Luísa.

O disco de que fala é especial, chama-se billig e é onde Luísa e Franck fazem crepes artesanalmente.

Antes de provar, a especialista recomenda que “se passe manteiga no crepe”. Depois, diz, fica ao critério de cada um o ingrediente a juntar ao crepe. Doce, porque se é crepe é doce. Os ‘crepes salgados’ são as gallettes.