27 Ago 2012, 20:55

Texto de Redação, com Lusa

Praça

Cinema de regresso ao Teatro do Campo Alegre

O cinema vai regressar em Setembro ao teatro, com a programação da Medeia Porto. No cardápio há estreias de cinema independente e um ciclo dedicado a Woody Allen.

Women Are Heroes

"Women Are Heroes", de JR. Imagem: DR

O cinema vai regressar em Setembro ao Teatro do Campo Alegre, com a programação da Medeia. Os cinéfilos do Porto vão poder ver algumas estreias de cinema independente e um ciclo dedicado a Woody Allen.

Com a exibição cinematográfica no Grande Porto praticamente reduzida às salas dos centros comerciais, as sessões programadas pela Medeia na sala do Campo Alegre são, nesta altura, o último refúgio dos cinéfilos.

O “menu de degustação”, como lhe chamam os programadores, em comunicado, arranca no próximo sábado, com o ciclo dedicado a Woody Allen e a exibição de “Balas sobre a Broadway”, pelas 18h30, mas tem o acontecimento principal na estreia em Portugal de “Women Are Heroes“, um filme do artista francês JR que esteve em Cannes, na Semana da Crítica.

JR, fotógrafo e artista que faz das ruas de várias cidades do mundo a sua sala de exposições, retrata neste documentário a vida lutadora de mulheres na Serra Leoa, Libéria, Sudão, Quénia, Brasil, Índia e Cambodja.

Apesar de ser mais conhecido pelas grandes fotografias de rostos que já expôs em sítios como as favelas do Rio de Janeiro, também já teve mostras no Centro Georges Pompidou, em Paris, na Tate Modern, em Londres, e esteve na Bienal de Veneza e nos encontros de fotografia de Arles.

Seguem-se as estreias, no Porto, e também em exclusivo, de “Elena”, de Andrey Zvyagintsev (Prémio Especial do Júri “Un Certain Regard”, no festival de Cannes), “O Meu Maior Desejo”, do japonês Kore-eda Hirokazu (Prémio de Melhor Argumento no Festival de San Sebastián), e ainda “Jerichow”, de um dos jovens talentos do novo cinema alemão, Christian Petzold (selecção oficial do Festival de Veneza e Melhor Filme do Ano nos prémios da crítica alemã).

Um francês amigo do Porto

Nas Terças-feiras Clássicas do Teatro do Campo Alegre, regressa a releitura de obras com alguns anos, como é o caso da obra do realizador Jean Rouch (1917-2004).

A abrir o ciclo, e porque o francês Jean Rouch era também um amigo do Porto, vai estar a curta-metragem “En Une Poignée de Mains Amies”, co-realizada com Manoel de Oliveira e estreada nas comemorações do centenário do cinema, em 1996, que antecede a exibição de “Les Maîtres Fous”, um filme etnográfico de 1954.

O ciclo, que conta com o apoio do Institut Français du Portugal e da Alliance Française do Porto, prolonga-se por 6 terças-feiras e encerra com um documentário sobre Jean Rouch,”Mosso Mosso”, realizado pelo crítico francês Jean-André Fieschi.