11 Jul 2013, 17:07

Texto de Mariana Marques, com fotos de Carlos Romão

Praça

Calcorreie com quem sabe as ruas de Santa Marinha e Afurada

Um autocarro panorâmico leva-o a conhecer, este domingo, as freguesias de Santa Marinha e São Pedro da Afurada, em Gaia. O passeio é uma iniciativa da associação VerdeGaia.

Afurada

Um autocarro panorâmico leva-o a conhecer, este domingo,  as freguesias de Santa Marinha e São Pedro da Afurada, em Gaia.  O passeio é uma iniciativa da associação VerdeGaia e dá continuidade ao programa de visitas às freguesias daquele concelho iniciado em Junho.

O ponto de encontro é às 9h na Biblioteca Municipal de Gaia, iniciando-se o percurso 15 minutos mais tarde.

Ao longo da visita, terá oportunidade de ficar a conhecer melhor o património e a toponímia destas 2 freguesias. Leve roupa prática porque vai andar a pé. O programa inclui um passeio a pé ao Castelo de Gaia e uma visita ao núcleo da freguesia piscatória da Afurada.

Os presidentes das 2 juntas de freguesia vão estar presentes na visita, que termina às 13h30.

Para participar, saiba que a inscriação é gratuita para os associados da VerdeGaia mas custa 5 euros para as restantes pessoas. Se estiver interessado, enviae um email para julio.vilanova@verdegaia.pt ou telefone para o 917 061 482.

 

 

  1. do Publico. CP suprime 22 comboios por noite entre Porto e Aveiro Por Carlos Cipriano Medida entra em vigor no domingo e é justificada pela empresa com a necessidade de reduzir custos A partir de domingo a CP vai suprimir todos os comboios que circulam após as 20h entre Porto e Ovar, com excepção do que sai às 22h50 de S. Bento, que será prolongado até Aveiro. Também a partir das 20h e durante os dias úteis, serão suprimidos dois comboios em cada sentido entre Campanhã e Aveiro. Estas alterações traduzem-se no desaparecimento de 22 comboios diários nos dias úteis, sempre após as oito da noite. Para minimizar os impactos na mobilidade das pessoas que circulam entre Porto e Ovar, as famílias de comboios do eixo Porto-Aveiro p assam a parar em todas as estações e apeadeiros, acrescentando assim 12 minutos ao tempo de viagem. As ligações dos suburbanos do Porto aos regionais para Coimbra continuam asseguradas em Aveiro, mesmo que estes últimos tenham que sair com um ligeiro atraso. Há alguns anos a CP acabou com comboios regionais directos da Linha do Norte para o Porto, tendo criado uma “fronteira ferroviária” em Aveiro que obriga a transbordo.A CP justifica as supressões agora anunciadas com a necessidade de reduzir custos. Estes cortes, refere, afectam serviços que apresentam taxas médias de procura muito baixas, na ordem dos 16% no sentido Porto-Aveiro e de 6% no sentido inverso. A empresa diz ainda que estas alterações lhe permitem poupar 400 mil euros/ano, graças à redução do consumo de energia eléctrica e de pagamentos de taxa de uso (portagem ferroviária) à Refer. Esta última poupança traduz-se, assim, numa perda de receita para a Refer, outra empresa pública. Em Dezembro a CP alterou também os horários dos suburbanos de Lisboa, mas sem reduzir significativamente a oferta, ao contrário do que agora acontece na CP Porto. Uma fonte oficial da empresa disse ao PÚBLICO que não são esperadas alterações nos suburbanos de Braga, Guimarães e Caíde.

  2. A duração da bolsa é de 12 meses, com possibilidade de prorrogação por mais um ano Da redação da Ascom O Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa/MCT) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio do Laboratório de Cultivo de Fungos Comestíveis, seleciona uma vaga para bolsista pós-doutorado para o projeto do Inpa e Ufam. Os interessados devem entrar em contato com a pesquisadora Ceci Sales, no Laboratório de Cultivo de Fungos Comestíveis pelo e-mail ceci@inpa.gov.br . A bolsa é financiada pela Fundação de Amparo à pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Dentre os requisitos solicitados estão: ter obtido o título de doutor há, no máximo, 5 (cinco) anos; estar de posse do seu diploma de doutorado. Em caso de diploma obtido em instituição estrangeira, este deverá possuir o reconhecimento de validação, conforme dispositivo legal;ter conhecimento na área de cultivo de cogumelos (cultivo em estado sólido e submerso), avaliação nutricional e bioquímica do substrato e do cogumelo, publicação na área; ser brasileiro ou possuir visto permanente no país; estar adimplente com as obrigações eleitorais. Possuir currículo que demonstre capacitação para atuar no desenvolvimento do projeto; dedicar-se integralmente e exclusivamente às atividades do projeto; Não ter vínculo empregatício ou estatutário; não ser aposentado; ter seu currículo atualizado e disponível na Plataforma Lattes; estar apto a iniciar as atividades relativas ao projeto tão logo seja aprovada a sua candidatura.