17 Mar 2012, 15:19

Texto de Ana Isabel Pereira

Coisas

Blazers em cores arrojadas e com cortes elegantes

,

Para eles, as peças-chave da nova estação são os blazers em cores fora do comum e cortes elegantes. Os calções e os chinos também se usam em cores arrojadas.

Estão na moda cores quentes e tons terra. Foto: DR

Deixe lá a cábula a que recorre normalmente para conjugar cores, materiais e peças – mas diga-se de passagem que se tem o cuidado de pedir ajuda e apontar o que vai com o quê já é meio caminho andando… – e tome nota do que eles vão usar nesta Primavera/Verão.

A Praça pediu ajuda a Miguel Ramalhão, criador da marca de sapatos de luxo Ramalhoni, e à dupla Carlos Carneiro e Ricardo Rodrigues, da loja Coisas d’ Homem, e diz-lhe quais são as tendências.

As peças-chave da estação são os “blazers em cores fora do comum, bem arrojadas, e com cortes slim“, explica a dupla da Coisas d’Homem. Os calções e os chinos, ambos no mesmo tipo de tecido, também se usam em cores arrojadas.

Segundo Carlos Carneiro e Ricardo Rodrigues, para além dos calções, tipo chinos, “que são uma tendência e uma alternativa aos calções desportivos”, no armário, não devem faltar “pólos e camisas em algodão de manga curta”. Ben Sherman e Dr. Denim são 2 marcas com que a dupla se identifica.

Para Miguel Ramalhão, “o blusão bomber jacket de camurça bege claro é um must have“, assim como as camisas estampadas. Nos pés, a palavra de ordem é mocassins. “São uma peça-chave”, diz. “Para mim, os sapatos e o casaco são óptimos investimentos”.

As cores

Esta estação, “as cores são os caramelos, mostardas, verdes-tropa, bordeaux e amarelo torrado, ou seja, cores terra, cores quentes”, dizem os empreendedores Carlos Carneiro e Ricardo Rodrigues.

As cores pastel, “que estiveram na moda há 2 anos, antes do color block e das cores fortes do ano passado, em conjugação com linhas clean, ao estilo Prada, são tendência este ano, em que o menta “é definitivamente a cor, tanto para homem como para mulher”, aponta Miguel Ramalhão.

O designer acrescenta que “as matrizes geométricas são uma das grandes tendências deste ano”, assim como “os estampados étnicos” e os “temas africanos tribais com interpretações super urbanas” – apontamentos presentes, por exemplo, na Burberry Prorsum.

A MARNI, que esgotou a colecção para a H&M em 4 horas – aconteceu em Lisboa há alguns dias –, também tem estampados geométricos que levam “o mix and match ao extremo”, explica Ramalhão.

Estão de volta…

Foram usados noutros anos e agora estão de volta. Pode resgatar “os cardigans, com toda a certeza, para uma noite mais fresca de Verão, e mesmo os corta-vento, que combinam bem nesta estação do ano”. Palavra da Coisas d’Homem.

Cardigans em azul escuro, jeans escuros, camisas branca e preta e um blazer cintado preto são básicos que podem saltar do armário em qualquer ano.

“Há 3 coisas prontíssimas a saltar do armário e que eu adoro”, partilha com a Praça Miguel Ramalhão. São elas um “casaco de jeans da Levi’s, sempre stylish com umas calças de cor diferente” ou com mais arrojo num look double denim – “é uma peça de statement” –, o par de sapatilhas All Star – “são confortáveis, laváveis e com uns atacadores de pele dos sapatos de vela ficam um bocadinho diferentes das de toda a gente e um bocadinho mais dressy” – e as calças chinos.

“Há uma coisa que também está a voltar, embora aqui em Portugal ainda vá demorar. São os ascots, aqueles lenço de seda de pôr a volta do pescoço com um nó mais apertado ou com o nó tipo cowboy um bocado mais em baixo. Dão conforto e são um acessório que dá logo outro jump aos looks“.