Image de Almada Minha harmoniza bolachas com bebidas alcoólicas, chá e café

Fotos: Cláudia Silva

Imagem de Almada Minha harmoniza bolachas com bebidas alcoólicas, chá e café
Imagem de Almada Minha harmoniza bolachas com bebidas alcoólicas, chá e café

20 Jan 2014, 23:00

Texto de Rafael Ferreira

Comes & Bebes

Almada Minha harmoniza bolachas com bebidas alcoólicas, chá e café

O Almada Minha é o cookie bar que acaba de abrir na Rua do Almada, 291. Combina bolachas com várias bebidas, alcoólicas mas também chás e café, e serve bolachas com benefícios para a saúde.

Cookie bar que harmoniza bolachas com bebidas alcoólicas, chás e café. Tem actuação de DJ ao fim-de-semana e ambiente descontraído.

Especialidades
Bolachas e biscoitos, cookietails, vinhos, queijos, enchidos, doces.

Morada

Rua do Almada, 291, 405-037 Porto

Horário

Segunda-feira a sábado, das 10h às 24h.

Gerência
Dorlinda Saldanha

Contactos

925 771 118

“O negócio surgiu com uma bolacha de amendoim, provámos umas bolachas e com a de amendoim achámos que era interessante beber cerveja e, a partir daí, começámos a idealizar bolachas para bebidas, chás e café”, explica Dorlinda Saldanha, a responsável pelo espaço.

A ideia passa por provar uma harmonização de bolachas – que custam entre 60 cêntimos e 2 euros, “conforme o tamanho e confecção” – e bebidas. “Por exemplo, as [bolachas] ‘Pétalas de Rosa’ são servidas com chá alcoólico, a bolacha de cacau e pimenta rosa é servida com vinhos do Douro. As de queijos – como as de Roquefort ou queijo da Ilha – acompanham os vinhos do Alentejo e as de ervas aromáticas os néctares do Dão. As de malagueta [vão com] as cervejas artesanais, já as de lima vão bem com vodca”, enumera Dorlinda, que tem formação em Comunicação Social.

A empreendedora adianta ainda outras combinações possíveis: “chocolate quente com especiarias”, rum com bolachas de manteiga ou de canela, chás com bolachas de vinho do Porto e tequilha com cookies de sal e limão.

“Para os gins, o segredo são as de gengibre e para o vinho do Porto as de goji ou arando. As bolachas salgadas acompanham as tábuas de queijos e enchidos e as bolachas de azeite as moelas ou bifanas”, indica.

Se, por um lado, já é inovador para um bar trabalhar assim o universo das bolachas, por outro, Dorlinda Saldanha diz que algumas das bolachas servidas no Almada Minha produzem efeitos medicinais em quem as consome.

“A bolacha de pétala de rosa é indicada para a garganta e outras pequenas infecções. As bolachas de cacau são um excelente ansiolítico e anti-depressivo. Já as de arando são anti-oxidantes e as de goji aumentam a longevidade e protegem o sistema imunitário, sendo ainda uma boa fonte de energia. As de gengibre, que em alguns casos misturamos com outros frutos e ingredientes, são anti-inflamatórias, com acção bactericida e desintoxicantes. As de amêndoa são energéticas e, como são altamente proteícas, não engordam. As de cacau e pimenta rosa são purificadoras e activam a produção sanguínea”, esclarece.

Nas infusões, há chás e tisanas “digestivas e purificadoras como o chá verde, a hortelã-pimenta ou a tília”. Para além destas, há infusões “energéticas e anti-depressivas como o hipericão ou a Erva de S. João”. E para as gripes e os resfriados, não podem faltar os de gengibre combinados com citrinos”, e aconselha Dorlinda.

Apesar de as bolachas serem a aposta do Almada Minha, há mais produtos à venda nesta loja-bar. “Temos o bolo de mirtilo que é servido com licor de mirtilo, o de especiarias com glacé de queijo vai com os vinhos do Porto, enquanto que a tarte merengada de frutos vermelhos vai bem com tudo, o bolo de chocolate, o bolo de requeijão e o bolo de cebolinho para os vinhos tintos ou brancos”, diz Dorlinda Saldanha.

A fatia de bolo “custa entre 2 e 2,5 euros e o bolo de encomendado 20 euros, no máximo”.

Produtos artesanais

Entre “3,5 e 8 euros, há uma variedade de 30 qualidades de compotas” à venda. Dorlinda garante que todos os produtos que tem na sua loja têm o selo “português” e diz fazer “questão que todos sejam artesanais”. É por essa razão que “a validade dos produtos ronda um mês”.

Às sextas-feiras e sábados, o Almada Minha recebe DJ que passam música jazz e blues. A responsável pelo espaço garante ainda que estão a ser preparadas “exposições de pintura, ilustração e fotografia” e que estão na calha, para sessões de leitura que decorrerão às quartas-feiras.

O Almada Minha abriu em Dezembro e funciona de segunda-feira a sábado, das 10h às 24h.