3 Fev 2011, 18:00

Texto de Pedro Rios

Comes & Bebes

A Que Queque! tem bolos que “é uma maldade cortar”

, , ,

Não é um salão de chá, nem uma pastelaria. A Que Queque! aposta nos bolos artísticos para ocasiões especiais, mas também vende pequenas delícias para levar e comer pelo caminho

Que Queque!Ainda há poucos dias demos conta da Virgínia, loja de cake design que abriu em Dezembro passado, e eis que surge mais um ponto no roteiro de bolos do Porto. Chama-se Que Queque!, abriu portas no fim de Janeiro no número 66 da Rua do Rosário, e é um projecto de 2 irmãs, Marta e Cristina Gutiérrez.

O apelido vem da mãe, espanhola. Não está no projecto, mas é como se estivesse. “Consideramos a nossa mãe a mentora do projecto. Ela adorava fazer bolos e já os decorava de forma diferente”, explica Marta.

Desses tempos, em que os bolos de aniversário que as irmãs levavam para a escola punham os olhos dos colegas em bico, até se lançarem na aventura Que Queque!, Marta e Cristina fizeram outras coisas, longe do mundo dos bolos.

No Natal de 2007, deram a todos os amigos bolachinhas personalizadas. E puseram-se a pensar: e que tal abrir uma loja onde vendessem estes e outros doces? Uma loja com “ambiente de pâtisserie“, que fosse diferente “de uma pastelaria normal”.

“Não entendam isto como um salão de chá ou um café”, esclarece Marta. Não há mesas, nem servem bebidas para acompanhar os bolos.

Ao balcão, vendem delícias para levar e comer no caminho (muffins, cupcakes, bolachas de manteiga, cookies que “parecem da avó” e macarons), mas o que distingue a Que Queque! é a venda de bolos desenhados à vontade do freguês, por 2 cake designers com quem a loja trabalha. Bolos (a partir de 22 € o quilo) que “as pessoas acham que é uma maldade cortar”, diz Cristina.

Na parte de trás, ultrapassada a zona do balcão, há uma sala onde se podem consultar catálogos e maquetas de bolos – para a festa de aniversário, o casamento ou o Dia dos Namorados. Em breve, nesse espaço, haverá exposições, oficinas e outros eventos.