23 Ago 2012, 15:40

Texto de Ana Isabel Pereira

Ideias

A “benda” que resulta da arrumação de guarda-vestidos

,

No blogue ”Ó bai-me à benda”, Dora e as amigas vendem roupa e calçado em segunda mão e em bom estado. São peças que nunca usaram ou usaram muito pouco.

Dora, autora do blogue Ó bai-me à benda

No blogue “Ó bai-me à benda“, “merca-se roupa e calçado em segunda mão e em bom estado”. São peças com “pouco ou nenhum uso”, “fruto do excesso da vida moderna”.

A portuense Dora, blogger nas horas vagas, 35 anos, criou o projecto, que descreve como “uma coisa bem disposta” e que também tem página no Facebook, há 2 meses. Depois de uma estreia “no ambiente fascinante” do Flea Market Porto, encheu novo saco de roupa em bom estado para voltar ao famoso mercado, mas nunca mais encontrou tempo para o fazer.

A iniciativa de outras pessoas, sobretudo na Internet, inspirou a alternativa. Não precisava sair de casa. “Na net há muita gente a vender a roupa que já não usa. Sobretudo mulheres. As mulheres cansam-se muito depressa das coisas”.

“Quis-me ‘destralhar’. Não encontrava nada. Perdi o controlo das coisas que tinha e quis-me ver livre de tudo o que era acessório. Já vendi coisas que nunca usei ou que usei uma vez!”, contou à Praça, enquanto bebíamos um café num dos seus sítios de eleição na cidade do Porto, o Mercado do Bolhão.

“Ou são coisas que comprei pela net ou peças muito bonitas na montra mas que não era para mim ou cores que não me ficam bem, que simplesmente não uso, como o castanho”, explica.

Nos primeiros 15 dias, a blogger portuense vendeu tudo o que tinha colocado “à benda” no ciberespaço. “As pessoas acham piada à literatura das peças. Eu ponho uma peça à venda e conto a história dessa peça”.

A Benda tem peças entre 4 e 20 euros e são os artigos “de marca” que ‘voam’ mais depressa, como o calçado das insígnias Melissa, Havaianas e Camper. “Estranhei muito porque ninguém tentou, tenta, regatear”, partilha.

As primeiras “freguesas” – como lhes chama Dora – conheciam a autora de outro blogue, o Locais Habituais, onde fala de questões do dia-a-dia.

As Amigas da Benda

Para já são 3, mas a tendência é para o grupo crescer. As Amigas da Benda são as amigas de Dora que mostraram vontade de vender peças especiais, novas ou praticamente novas, no seu blogue.

A Benda não está aberta a qualquer um, porque Dora tem mais o que fazer, mas compromete-se a divulgar iniciativas semelhantes. “Não tenho tempo, mas divulgo o que me pedirem na Benda. O meu serviço público é incentivar essas pessoas a ver o que têm a mais em casa e a ganharem algum dinheiro com isso”, explica à Praça.

“O dinheiro que eu fiz já dá quase para comprar um tablet“, conta, acrescentando que é mesmo esse o destino que vai dar à receita da Benda.

No blogue, lançou mesmo o desafio a quem a lê para fazer o mesmo. “A roupa que não usamos há 4 anos seguramente não vamos usar mais. Façam esse exercício”.

Os artigos da Benda podem ser entregues em mão ou enviados por correio. Dora já chegou a enviar uma carteira para uma seguidora na Bélgica. Para fora do Porto, quem compra paga também os portes de envio.