Image de Porto, destino saudável

Foto: Miguel Oliveira

15 Fev 2017, 12:42

Texto de

Opinião

Porto, destino saudável

Celebremos! O Porto foi, de novo, eleito como melhor destino Europeu do ano.

Imagem de perfil de Francisco Pavão

Portuense. Médico interno da especialidade de Saúde Pública. Membro da direcção da ONG 'Mundo a Sorrir' e do Think-Tank 'Plataforma para o Crescimento Sustentável'. Diplomado em Cooperação para o Desenvolvimento, Saúde Global e Diplomacia em Saúde. Coordena o grupo de jovens médicos da Comunidade Médica de Língua Portuguesa. Sócio de várias organizações e associações do Porto, escreveu e editou o livro "Médicos Ilustres da Minha Cidade".

Na última década assistimos à metamorfose da cidade, sempre bela, autêntica e de boas gentes, agora imparável, globalizada e descoberta por milhares de turistas. Congratulemos a Autarquia, a Associação de Turismo do Porto e, sobretudo, os portuenses, sempre apaixonados e orgulhosos da sua Invicta cidade, que se mobilizaram no voto para além fronteiras.

O facto de abrirmos a cidade ao Mundo, aumentando a visibilidade, atraindo turistas, eventos e negócios, obriga a todos uma reflexão necessária de que a cidade é na sua essência dos que cá vivem e trabalham. Nota positiva ao Executivo Camarário que com clareza e responsabilidade tem planeado e executado medidas para que haja ganhos mútuos, leia-se entre munícipes e comerciantes.

No entanto, não há dinâmica e progresso sem saúde, o que implica envolver os cidadãos, desenhar políticas de proximidade e abrangentes aos vários sectores. Parques, recintos desportivos, mobilidade eficiente e sustentável, redução das desigualdades e iniquidades, proporcionar acesso aos cuidados e articular com as Instituições são estratégias basilares na obtenção de ganhos em saúde. Devemos sublinhar que neste âmbito o Porto já se posicionou e exemplo disso foram a realização das I jornadas municipais de saúde e o merecido elogio deixado pelo Dr. Francisco George, Director Geral da Saúde.

Posto isto, não é de estranhar que se realize a partir de hoje no Porto o V Congresso Nacional de Saúde Pública, que no Seminário do Vilar acolherá mais de mil participantes, nacionais e internacionais, com o apoio e presença do Senhor Presidente da República, testemunho também da reconciliação da cidade com Ricardo Jorge, nome maior da Saúde Pública em Portugal.

Serviu de mote deste congresso o verso do poema de Ilse Losa, escritora alemã que no Porto construiu família, viveu e morreu, e que para sempre a cidade recordará. “Braços que constroem colunas e pontes”1 inspiram a Saúde Pública Nacional a reflectir, discutir e envolver na produção de melhor saúde e bem-estar, nesta “cidade líquida”2, que age e reage, que recebe e partilha mesmo sendo o “seu aspecto severo e altivo, como o de mordomo de casa abastada”3.

É tempo, agora, de trabalharmos em prol de um Porto ‘melhor destino saudável Europeu’!

1 Ilse Losa, poema “Fonte”, 1952
2 Paulo Cunha e Silva, Médico e ex-Vereador da Cultura do Porto
3 Alexandre Herculano, escritor

Opinião

No Porto24, contamos as histórias que fazem o dia-a-dia do Grande Porto. A nossa missão é ser também um espaço de reflexão e debate. A Opinião é uma plataforma animada por um conjunto de intervenientes e observadores atentos da cidade, que escrevem com regularidade.