15 Abr 2013, 11:32

Texto de

Opinião

Eu estive lá

A ideia com que fiquei, ao deixar o concerto de David Fonseca, no Coliseu do Porto, é que muitas daquelas pessoas estavam ali para poderem mostrar aos ''amigos'' que estiveram lá.

David Fonseca

David Fonseca, no Coliseu do Porto. Foto: Diana Castanho

Por entre os interessantes relatos da viagem do José Luís Peixoto ao “segredo” da Coreia do Norte, entre as descrições adornadas pelo humor melancólico a que já nos habituou, entre os arrepios em forma de tentação de olhar para trás e ver se não está cá em casa nenhum guarda norte-coreano que nos roube as liberdades, encontrei uma ideia simples, apolítica, que me fez pensar.

A dada altura, Peixoto dá por si entre “rochas cobertas com palavras escritas”. Segundo lhe explicaram, “os ricos do século XVI mandavam gravar o seu nome nas rochas, para que ficasse registado que tinham estado ali”.

Em 2007, aquando da minha passagem pela Nova Inglaterra, entre alguns dos mais portugueses povoados dos Estados Unidos, fui guiado pela mão calejada do médico-historiador-apresentador de televisão (saudoso) Luciano da Silva até ao parque de Dighton Rock, águas calmas do estado do Massachusetts, nas quais repousa uma pedra que para além de dar nome ao local, deu que fazer durante mais de quarenta anos ao emigrante português. Apaixonado pelo sólido, Luciano da Silva mostrou as inscrições cravadas na sua pele rochosa – supostamente – por navegadores portugueses em 1511.

Estive há pouco tempo no Coliseu do Porto a assistir a um concerto de David Fonseca. Não duvidando da eficácia da sua música num público que, sublinhe-se, só lá estava porque queria (salvo exceções que nos podem levar a especulações mais ou menos disparatadas) reparei, a certa altura, amparado pela minha localização estratégica, na quantidade de pirilampos espalhados pela sala. Os ditos insetos não eram isqueiros aliados inequívocos das baladas, nem luzes de presença emitidas por espetadores com medo do escuro nem o Homer Simpson em estado plutónico depois de sair do emprego; eram visores iluminados de telemóveis e máquinas fotográficas digitais, entretidos a filmar / fotografar a panóplia de poses do David. A dado momento, um agente da polícia observava atentamente o público aparentemente ordeiro. Questionei-me acerca de alguma possível intervenção da autoridade. Não esperava que o polícia fosse – também tu, xor agente? – sacar da arma sugadora de almas e ele mesmo, tal como os outros, gravar um bocadinho da atuação.

Recordações, exercícios de estética e arte, os objetos da fotografia / filmagem do multifacetado David Fonseca em ação servem acima de tudo para dizer “eu estive lá”. É certo, dispensa especulações, que a esmagadora maioria das imagens foi imediatamente parar a um certo “livro de caras”, onde se misturaram com centenas, milhares de outras, todas elas a gritar como setas “eu estive lá”. Não interessa onde, com quem, com que intenção e sobretudo durante quanto tempo (aquelas imagens duram o tempo que o observador quiser).

Pensava eu, portanto, enquanto descia as escadas repletas de gente apressada por ir embora, desinteressada do prolongamento do momento (a eternização seguia no bolso, num pequeno cartão de memória(s)), que este fenómeno, esta necessidade, era coisa de uma geração dependente da atenção dada pelos amigos em forma de perfil azul-esbranquiçado. Foi então que me lembrei dos dois primeiros casos aqui relatados, para me aperceber da antiguidade (não indo ainda mais longe, até às gravuras nas cavernas) do fenómeno.

Parece-me, no entanto, que o caso é diferente. A banalização do “estivelaísmo” é evidente nos nossos dias. Há quem refira que foi à padaria e já voltou. Há quem coloque fotografias de todos os passos que dá ao longo das 16 horas que passa acordado (em média). A ideia com que fiquei, ao deixar o Coliseu, é que muitas daquelas pessoas não estavam ali primeiramente para assistir a um bom espetáculo musical. Acima de tudo, estavam ali para poderem mostrar aos “amigos” que estiveram lá. A emoção banaliza-se com a limitação dos objetivos. Triste.

Carlos Luís Ramalhão escreve segundo o novo acordo ortográfico

  1. Celso Costa says:

    E alguns estiveram lá para reparar no que os outros estavam a fazer enquanto estavam lá, ou seja, o concerto banal de um músico banal, é o sítio perfeito para os dois tipos de gente. Os reparadoristas e os metidosajornalistas.
    Até seria escusado ter escrito isto, mas também tive de deixar marca para dizer que estive por cá… onde é que isto vai dar levado ao cúmulo.

  2. Celso Costa Fan Club says:

    Ó caro Celso Costa, esteve cá, já o viram, pode sair de barriga cheia! Quer que repita o seu nome para ter mais um bocadinho de protagonismo? Celso Costa! O Celso Costa fala!

    “Até seria escusado ter escrito isto”. Parabéns, Celso Costa.

  3. Sua recuperação foi difícil e Colton começou a contar uma história fora do comum. Até quatro meses depois da cirurgia, nada do que ele dizia fazia muito sentido. Até que a família passou de carro em frente ao hospital. Seu pai brincou, perguntou se o garoto gostaria de voltar ao hospital. “Eu estava olhando para ele pelo retrovisor, e ouvi-o dizer ‘Lá os anjos cantaram para mim’. Eu olhei e vi que ele estava extremamente sério”, lembra o pai.

  4. Tão incrível que voltei várias vezes. Atendimento muito bom. O lugar é maravilhoso. Tudo perfeito. Me apaixonei pelo povo, pelo resort e pela ilha. Tem Spa, vários restaurantes, uma área enorme com pscinas, também campo de golfe. O resort fica próximo ao aeroporto .

  5. Aos 42, nova jogada de Ronaldo, que deu uma de ponta-esquerda e cruzou na medida para Jorge Henrique finalizar de cabeça. Bruno salvou. Momentos finais de um clássico fantástico, inesquecível. Qual seria o desfecho? Algo que me marcaria para toda a vida, com certeza. Não queria ver o Corinthians perder. Não queria que a invencibilidade caísse contra o Palmeiras. E ainda mais comigo lá! Torci, cantei, rezei. 47 minutos. Mãos na cabeça. Coração na boca. A Fiel cantando. Escanteio. Último lance do jogo. Douglas na bola, pelo lado direito do ataque. O destino tinha reservado um momento emocionante e histórico. Eu estava prestes a viver algo que entraria para a história do futebol. Algo que seria falado por gerações e gerações. Douglas cruza. A bola vem alta. Ronaldo sobe e cabeceia. A Fiel vai à loucura. Uma comemoração que tinha visto pela televisão – e que é uma coisa muito maior quando se está lá. Torcedores gritando, cantando, se abraçando, chorando. É a Fiel! Ronaldo volta de grave lesão depois de um ano e um mês. Estreia pelo Corinthians contra o Itumbiara, em Goiás, pela Copa do Brasil. Depois entra contra o Palmeiras. Joga muito e empata aos 47 do segundo tempo. Ele é o cara!

  6. Com agenda apertada na Capital (paulista) arrisquei uma visita à casa do Tricolor Tri Mundial, meu querido São Paulo FC. Depois de passar pela obra do Palestra Itália, desembarquei no portão 2 do Cícero Pompeu Toledo por volta das 10h45, da quarta-feira (14/08).

  7. Suas chegadas não eram anunciadas pelo toc-toc na porta de entrada, nem pelo som da campainha. Não, pouco se usava estes recursos no interior. Como já disse, os espaços eram abertos e daí eles se faziam anunciar através das músicas cantadas em alto e bom som pela Ceguinha (quando estava de bom humor), ou pelos xingamentos e brigas com o irmão, quando estava brava e contrariada (iguallmente em alto e bom som). A verdade é que de uma forma ou de outra, eles se faziam anunciar ao entrarem pela lateral da casa, até o interior de nosso pátio.

  8. A copa para eles (governo) é uma vitória. Não só pela copa em si, mas porque desvia a atenção de todo mundo para uma coisa grandiosa que acoberta os problemas internos. Não dessa vez, não é mesmo? Você já parou para pensar em todos os campeonatos brasileiros, e todas as torcidas fanáticas por aí? Você já parou para pensar que futebol pode ser uma arma? Pare de gritar pelo Brasil, pelo Flamengo, pelo Corinthias. Grite por você, pela sociedade. Metade dos jogadores ganha muito mais que o dobro do seu salário. Muitos deles não terminaram o ensino médio. E você ainda vai ao estádio para aplaudi-los de pé, quando na verdade eles é que deveriam ir te aplaudir por você ter chegado à faculdade.

  9. Pingback: ibhciupshuwen123
  10. O Toya: …o Toya é o bacanão q recebe a malta à porta! Tem uma paciência quase inesgotável e claro, n lhe apertem os calos, senão tá o caldo entornado! Zela pelo bom funcionamento da casa e pela sua profissão com a dose de racionalidade indicada… fala com uma expressividade incalculável (só conhecendo) que nos faz pensar “GANDA MALUKO PÁ” e tem os bons valores da raça cigana sp presente! Trata as coisas pelos nomes e ptt, papas na língua, só se for bluff… Homem de família, divertido e sério… MUITO À FRENTE (dos q estão á frente)!

  11. Pingback: Computer disposal
  12. Pingback: Amazon Promo Code
  13. Pingback: vhs en dvd
  14. Pingback: get more
  15. Pingback: auto insurance
  16. Pingback: Kids
  17. Pingback: mobile spy
  18. Pingback: Aspirantsg.com
  19. Pingback: afsdfasdgfhdfgh
  20. Pingback: liverpool news
  21. Pingback: best online casino
  22. Pingback: e vapor cigarettes
  23. Pingback: Ibcbet
  24. Pingback: royal wharf london
  25. Pingback: bet365 bookmaker
  26. Pingback: busted tees coupon
  27. Pingback: Reno
  28. Pingback: minecraft gratuit
  29. Pingback: thl 100s mobile
  30. Pingback: Viio condo
  31. Pingback: dien dan rao vat
  32. Pingback: phone power bank
  33. Pingback: telefonsex
  34. Pingback: telefon sex
  35. Pingback: telefonsex
  36. Pingback: telefon sex
  37. Pingback: telefonsex
  38. Pingback: telefonsex
  39. Pingback: telefonsex
  40. Pingback: telefonsex
  41. Pingback: livecam telefonsex
  42. Pingback: telefonsex camsex
  43. Pingback: telefonsex
  44. Pingback: telefonsex
  45. Pingback: prolimehost
  46. Pingback: telefonsex handy
  47. Pingback: late rooms
  48. Pingback: ????????
  49. Pingback: jobs in dubai
  50. Pingback: Blog
  51. Pingback: buy web traffic
  52. Pingback: autobusu nuoma
  53. Pingback: transmission fluid
  54. Pingback: Argos Products
  55. Pingback: Big Black Cock
  56. Pingback: tin tuc hot
  57. Pingback: gsniper
  58. Pingback: recipes
  59. Pingback: payday loans
  60. Pingback: btv solo review
  61. Pingback: make him want you
  62. Pingback: rachat de credit
  63. Pingback: boost your bust
  64. Pingback: buy traffic
  65. Pingback: psle maths
  66. Pingback: buy traffic
  67. Pingback: buy traffic
  68. Pingback: youtube.com
  69. Pingback: social media tools
  70. Pingback: enjoyish
  71. Pingback: healthy pregnancy
  72. Pingback: gullible fool
  73. Pingback: gunblood
  74. Pingback: glycolic acid
  75. Pingback: vacaciones
  76. Pingback: alarmas
  77. Pingback: alarmas
  78. Pingback: useful reference
  79. Pingback: Universit�
  80. Pingback: medyum
  81. Pingback: medyumlar
  82. Pingback: medyum
  83. Pingback: Polder casino
  84. Pingback: Agen Bola
  85. Pingback: payroll services
  86. Pingback: payroll services
  87. Pingback: Naperville Dentist
  88. Pingback: hayday calisan
  89. Pingback: Forum Semprot
  90. Pingback: hayday cheats
  91. Pingback: Emergency Dentist
  92. Pingback: bForex scam
  93. Pingback: women weight loss
  94. Pingback: bForex scam
  95. Pingback: sol en r�sine
  96. Pingback: btv solo
  97. Pingback: sunglasses
  98. Pingback: Get More Info
  99. Pingback: lcd led cable
  100. Pingback: ogrodzenia PCV
  101. Pingback: Blog
  102. Pingback: Viagra.
  103. Pingback: Statefarm quote
  104. Pingback: pooping blood
  105. Pingback: porn movie
  106. Pingback: Nuvida
  107. Pingback: weight loss
  108. Pingback: cambogia extract
  109. Pingback: Ward
  110. Pingback: best hca product
  111. Pingback: check this out
  112. Pingback: wakeupnow
  113. Pingback: money
  114. Pingback: the crest
  115. Pingback: shoes
  116. Pingback: lap trinh iOS
  117. Pingback: cryptomonete
  118. Pingback: cuadros infantiles
  119. Pingback: car detailing
  120. Pingback: polictics blog
  121. Pingback: doge
  122. Pingback: telefon sex
  123. Pingback: telefonsex
  124. Pingback: telefonsex cam
  125. Pingback: telefonsex bild
  126. Pingback: primary 5
  127. Pingback: Judi bola online
  128. Pingback: caramoan tour
  129. Pingback: 24 Hour Locksmiths
  130. Pingback: city gate location
  131. Pingback: energy healing
  132. Pingback: omega
  133. Pingback: Full Programlar
  134. Pingback: trade leads
  135. Pingback: Margret F. Murray
  136. Pingback: online marketing
  137. Pingback: Fashionblog
  138. Pingback: Free Sex Webcams
  139. Pingback: Medicine
  140. Pingback: Isaac
  141. Pingback: http://to.ly/yI8j
  142. Pingback: PayDay loans
  143. Pingback: payday loans
  144. Pingback: Asonic Roofing ltd
  145. Pingback: Jayla
  146. Pingback: Mobile Marketing
  147. Pingback: antalyarealestates
  148. Pingback: antalyarealestates
  149. Pingback: iks privado
  150. Pingback: primary 4 english
  151. Pingback: antalyaestate
  152. Pingback: buscar empleo
  153. Pingback: blog
  154. Pingback: bridal lingerie
  155. Pingback: Annuaire algerie
  156. Pingback: cleanings London
  157. Pingback: anal porn
  158. Pingback: porn
  159. Pingback: Jomblo
  160. Pingback: Cs Go
  161. Pingback: FCPX

Opinião

No Porto24, contamos as histórias que fazem o dia-a-dia do Grande Porto. A nossa missão é ser também um espaço de reflexão e debate. A Opinião é uma plataforma animada por um conjunto de intervenientes e observadores atentos da cidade, que escrevem com regularidade.