20 Jan 2014, 22:54

Texto de

Opinião

Inverno, há 30 anos

LETRA & MÚSICA #001.
Ter o passe (…) era um orgulho. Era o nosso crachá da autonomia.
“Winter”, do álbum “If You Leave” (2013 – 4AD), de Daughter (Inglaterra).

Ao fim da tarde, entrava nos balneários do ‘Alexandre Herculano’, com piso de pedra, sob o arejo dos vidros quebrados das janelas. A malta não queria saber do frio. Queria era equipar-se muito rapidamente e ir bater bolas contra a parede, para aquecer.

Aquilo era um dia, mais um, de putos a querer crescer com o que tinham à mão. E, acreditem, deitávamos-lhe bem a mão. Às vezes, o impulso sustinha-nos no ar um “cagagésimo” de segundo, o suficiente para ficar a impressão que voávamos.

Saíamos para a rua com a sensação de termos dado o nosso melhor, à espera de uma oportunidade. Não havia ansiedades excessivas, não havia frustrações acumuladas, o Mundo andava mais devagar.

A pressão acabava “mastigada” na meia-hora de solidão que demorávamos a chegar a casa. Incrível, havia até tempo para pensar.

Não havia cá paizinhos ou mãezinhas à espera, com os carros incivilizadamente parados em segunda e terceira filas nas canais das escolas e dos colégios. O que havia era uma quantidade de tróleis capazes de nos levar a casa a troco de quase nada. Ter o passe não era um suplício financeiro, era um orgulho. Era o nosso crachá da autonomia. O primeiro passo da independência pessoal.

De um Inverno, quando putos com 16 anos sonhavam com dias melhores, para dali a 30 anos.

Opinião

No Porto24, contamos as histórias que fazem o dia-a-dia do Grande Porto. A nossa missão é ser também um espaço de reflexão e debate. A Opinião é uma plataforma animada por um conjunto de intervenientes e observadores atentos da cidade, que escrevem com regularidade.