Image de São João: um mês de festa permanente (e intensa)

Foto: Miguel Oliveira

19 Mai 2017, 9:33

Texto de Redação, com Lusa

Cidade

São João: um mês de festa permanente (e intensa)

,

As festas de São João, no Porto, entre 25 de maio e 25 de junho, apostam forte na vertente musical, juntando no palco Rui Veloso e Shirley King, para além das bandas portuenses GNR, Táxi e Clã.

O programa das festas foi apresentado no Miradouro da Sé por Nuno Lemos, administrador da PortoLazer, que deu conta de um conjunto de iniciativas de “uma festa de todos para todos”.

Para além da construção das cascatas sanjoaninas, do lançamento dos balões de fogo, dos bailes e arraiais, a Câmara do Porto quer com esta iniciativa “homenagear o património imaterial da cidade: as suas gentes”, lê-se na informação distribuída à comunicação social.

No âmbito da Cascata Comunitária serão promovidas 30 oficinas – de três horas cada – entre os dias 25 de maio e 17 de junho – que percorrerão todas as freguesias do Porto, procurando-se, com isso, “executar cerca de 250 casas”, sendo o resultado revelado a 18 de junho.

Para a construção dos balões serão criadas também três oficinas comunitárias, entre 14 e 16 de junho, no antigo Posto de Turismo da Sé, projeto que será conduzido pelo mestre baloeiro Luciano Britto.

O Elevador da Lada, a partir do próximo dia 25 e até 31 de julho estará ocupado com uma instalação CX LUX – que junta a luz à componente sonora, inserido no projeto ALUMIA.

Os dias 26 e 27 de maio marcam a estreia do Porto Blues Fest, um concerto de homenagem a BB King e que juntará no palco Rui Veloso e Shirley King, filha do antigo intérprete daquele género musical, BB King.  E de um conjunto de eventos que abrange ainda os jardins do Palácio de Cristal e Serralves, são os Concertos da Avenida que dominam o cartaz a 22, 23 e 24 de junho, consagrados à música ‘Made in Porto’.

A Banda Sinfónica do Porto, dirigida pelo maestro Francisco Ferreira atuará na primeira das três datas, enquanto na mais longa noite do ano será a vez dos Trabalhadores do Comércio, Táxi e os GNR & Convidados, que surgirá em palco com Isabel Silvestre a cantar a ‘Pronúncia do Norte’ e depois com Javier Andreu a interpretar ‘Sangue Oculto’.

Na terceira e última noite, será a vez da Marta Ren & The Groovevelvets e os Clã, de Manuela Azevedo, subirem ao palco.

A par disto mantêm-se os palcos para os mais novos na Rotunda da Boavista, Alameda das Fontainhas, Campanhã, Lordelo do Ouro, Largo do Amor de Perdição e na Foz.
Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, destacou tratar-se de uma programação “engraçada, virada para cidade, para as pessoas”, sublinhando que “as rusgas vão ser um sucesso”.

“Pelo meio vamos ter aqui os festejos do 10 de junho, com a avenida engalanada e o senhor Presidente da República, de quem as pessoas vão gostar”, frisou o autarca.

Rui Moreira agradeceu depois a presença das bandas convidadas e explicou que quiseram fazer uma “festa espalhada pela cidade” e que espera que “todos fiquem contentes, convidando-os a aproveitar o arraial”.