Imagem de Porto exibe coleção de arte contemporânea única do mundo

3 Mar 2015, 10:49

Texto de Redação, com Lusa

Cultura

Porto exibe coleção de arte contemporânea única do mundo

, , , , ,

A exposição “You Love Me, You Love Me Not – Arte contemporânea na coleção Sindika Dokolo”, que reúne obras de 50 artistas de várias nacionalidades, será inaugurada quinta-feira na Galeria Municipal Almeida Garrett, no Porto. A Assembleia Municipal do Porto aprovou, esta segunda-feira, a atribuição de uma medalha de ouro ao colecionador.

O cartaz da exposição.

O cartaz da exposição que ficará patente até 17 de maio na Galeria Municipal Almeida Garrett.

“Trata-se da mais importante mostra da coleção da Fundação Sindika Dokolo alguma vez concretizada”, refere a Câmara do Porto em comunicado.

Com a curadoria de Bruno Leitão e Suzana Sousa, mostra “faz parte da programação que explora o tema FELICIDADE, transversal à atividade do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Porto”, acrescenta a mesma nota.

A exposição, que poderá ser visitada até 17 de maio, dedica especial atenção à obra de artistas africanos contemporâneos, como Samuel Fosso, Cameron Platter, William Kentridge, Yonamine, David Goldblatt, Kendell Geers e Nástio Mosquito, embora também inclua obras de artistas não africanos, como, por exemplo, Marlene Dumas, Nick Cave e Kara Walker.

“You Love Me, You Love Me Not” é uma exposição internacional que propõe “um discurso que equaciona social e politicamente o amor, a identidade e o território e que se singulariza pela inclusão de importantes nomes da arte contemporânea”, mas destaca-se também “por refletir de forma crítica e pungente a filiação da arte africana neste universo”, esclarece a autarquia.

Propõem-se percursos da produção artística africana “com forte incidência na história recente que refletem sobre afetos e sobre questões sociopolíticas”, sublinha o município.

Sindika Dokolo nasceu no antigo Zaire, atual República Democrática do Congo e foi educado pelos pais na Bélgica e em França, tendo começado aos 15 anos a constituir uma coleção de obras de arte, por iniciativa do pai.

“Em Luanda, constituiu a Fundação Sindika Dokolo, a fim de promover as artes e festivais de cultura em Angola e noutros países, com o objetivo de criar um centro de arte contemporânea que reúna não apenas peças de arte contemporânea africana, mas que, além disso, providencie as condições e atividades necessárias para integrar os artistas africanos nos círculos internacionais do mundo da arte”, refere a Câmara do Porto.

O executivo aprovou segunda-feira por unanimidade, em reunião de câmara privada, atribuir a medalha de Mérito Grau Ouro ao colecionador de arte.

Sobre a exposição, Rui Moreira descreve, na proposta que apresentou ao executivo, que “You Love me, You love me not” é “uma exposição que dá especial atenção a artistas contemporâneos do continente africano”, dando ao Porto uma “oportunidade única de aceder a visões e discursos artísticos singulares através da obra de alguns dos artistas plásticos mais importantes das últimas décadas, como Marlene Dumas, William Kentridge, Samuel Fosso, Nick Cave, Kara Walker ou Kendell Geers”

“Sindika Dokolo permitiu à Câmara do Porto apresentar a exposição “You Love me, You love me not” […] através da cedência da sua coleção de arte contemporânea, suportando, além do mais, necessidades logísticas e financeiras essenciais à sua concretização”, sublinha o autarca na proposta que apresentou ao executivo.

A cerimónia de inauguração contará com as presenças do colecionador africano, Sindika Dokolo, e do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira.

Deputados aprovam medalha

Foto: Fundação Sindika Dokolo

O marido de Isabel dos Santos é considerado o maior colecionador de arte africana contemporânea. Foto: Fundação Sindika Dokolo

Entretanto, esta segunda-feira à noite os deputados municipais deram o seu aval à proposta para “atribuição da Medalha de Mérito Municipal, Grau Ouro, a Sindika Dokolo”. A iniciativa do executivo recebeu 40 votos a favor, 4 contra e uma abstenção.

Casado com a empresária angolana Isabel dos Santos, o congolês Sindika Dokolo é considerado o maior colecionador de arte africana contemporânea. Segundo se lê na proposta, a coleção tem “cerca de 3.000 obras”.

O homenageado cedeu a sua coleção para ser exposta no Porto “suportando, além do mais, necessidades logísticas e financeiras essenciais à sua concretização”.

Sobre esta distinção, a CDU disse entender que se devia evitar a “atribuição casuística destes galardões”, guardando-os para uma cerimónia única e própria. Está previsto que essa cerimónia seja no S. João.

Já a deputada Adriana Aguiar Branco, do grupo municipal Porto, O Nosso Partido, apoiante do presidente da Câmara, Rui Moreira, elogiou a política cultural do atual executivo e a proposta apresentada. ”Pouco importa a origem da coleção. O que importa é o valor intrínseco desta coleção”, referiu também.

O Bloco de Esquerda, que votou contra a proposta, considerou “fantástico ter sido possível chegar a esta exposição”, mas disse haver “uma banalização” na atribuição de distinções municipais. A bloquista Ada Pereira da Silva afirmou ainda que “não há justificação” para atribuir aquela medalha a Sindika Dokolo e à sua fundação, alegando que “há apenas um começo” na relação com o município.

O PSD defendeu que a atribuição deste tipo de galardões devia ser aprovada por “unanimidade”, também disse que se estava a “banalizar” este tipo de medalhas e acrescentou que, neste caso, a Câmara podia ter proposto apenas “o reconhecimento do município”. ”Não está em causa a pessoa em si”, frisou o deputado social-democrata Luís Artur.

Rui Moreira afirmou que as medalhas da cidade continuarão a ser atribuídas no S. João, mas acrescentou que “há circunstâncias que justificam uma atribuição excecional”.

Outros Artigos de Redação

3 Mar 2015, 10:49

A exposição “You Love Me, You Love Me Not – Arte contemporânea na coleção Sindika Dokolo”, que reúne obras de 50 artistas de várias nacionalidades, será inaugurada quinta-feira na Galeria Municipal Almeida Garrett, no Porto. A Assembleia Municipal do Porto aprovou, esta segunda-feira, a atribuição de uma medalha de ouro ao colecionador.

Porto exibe coleção de arte contemporânea única do mundo

3 Mar 2015, 10:33

A câmara de Gaia aprovou esta segunda-feira o lançamento de um concurso sobre eficiência energética com o objetivo de alcançar uma poupança no consumo de iluminação pública “superior a 50%”, disse o autarca Eduardo Vítor Rodrigues.

Gaia avança com projeto “inovador” para poupar na luz

3 Mar 2015, 10:25

A Assembleia Municipal do Porto aprovou segunda-feira à noite, por unanimidade, a proposta da Câmara para atribuição de 940.000 euros à Casa da Música e 680.000 à Fundação de Serralves no quadriénio 2015-2018.

Aprovados 1,6 ME para a Casa da Música e para Serralves

3 Mar 2015, 10:08

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, defendeu segunda-feira à noite que “a transferência de competências para os municípios deve ser acompanhada de uma alteração da Lei das Finanças Locais”.

Presidente da Câmara do Porto defende alteração à Lei das Finanças Locais